9 de dezembro de 2015 • 6:16 am

Política

Advogados que articularam delação de outros presos foram contratados pelo senador.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Senador Delcidio: agora delator..

Senador Delcidio: agora delator..

Preso há 13 dias, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) decidiu fazer acordo de delação premiada após alegar abandono por parte de seu partido. Nesta terça-feira, 08, o parlamentar fechou contrato para condução de sua defesa com o advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto, que advogou para mais de uma dezena de investigados pela Operação Lava Jato que aderiram à colaboração premiada, incluindo o doleiro Alberto Youssef, segundo noticiou o  jornal Folha de S.Paulo.

Basto defenderá Delcídio em parceria com outro advogado, Adriano Bretas, que também conduziu outros acordos de delação com investigados pela força-tarefa. Na cartela de clientes estão o dono da UTC, Ricardo Pessoa, e o lobista Júlio Camargo.

Segundo reportagem, Delcídio não chegou a falar abertamente que fará o acordo. No entanto, o jornal diz que Basto foi procurado pela mulher do senador, Maika. Como ambos advogados atuam na defesa de delatores, o interesse pelos profissionais indica a disposição para também se tornar um colaborador das investigações.

A reportagem diz ainda que ouviu, na condição de anonimato, um dos advogados. A fonte sigilosa informou que os escritórios definirão a estratégia na manhã desta quarta-feira,09, em Curitiba. Ainda indicou que a estratégia de defesa é trabalhar pela “higidez da operação”, oferecendo informações verdadeiras, que possibilitam revelar crimes e irregularidades.

Deixe o seu comentário