Archive for julho 26th, 2017

26 de julho de 2017

Jatinhos da FAB se transformaram na alegria dos ministros de Temer

Número de voos para residências dos ministros cresceu 40%

26 de julho de 2017

Gasolina volta a aumentar: governo derruba liminar contra o aumento

Justiça Federal derrubou a liminar que impedia aumento de combustíveis

26 de julho de 2017

Desembargador nega pedido de suspensão de leilão da usina Laginha

Pedido de suspensão havia sido feito pelo filho do empresário João Lyra

DEM e PSDB salvam Temer e os homens de Brasília serão eternos

26 de julho de 2017 • 11:36 am

É quase sempre nas caladas da noite que o meio político brasileiro decide os rumos do País, seja para o bem ou para o mal. Basta lembrar os rotineiros jantares de Michel Temer com o ministro do STF, Gilmar Mendes, nos porões do Jaburu ou em mansões à beira do lago Paranoá, em Brasília.

Mas, o jantar mais em evidência agora é o da cúpula do DEM com os líderes tucanos do PSDB, em São Paulo, quando o governador da aristocracia paulista, Geraldo Alckmin, convidou restrito grupo de comensais, entre eles o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para uma conversa de pé de orelha, regada a um bom Pinot Noir, em pleno Palácio dos Bandeirantes.

Maia e Alckmin: isso é a felicidade.

Aconteceu na última sexta-feira, 21, e lá se decidiu o futuro da política nacional. Ou melhor, decidiram deixar como está. Salvam Temer da degola e continuam transitando nababescamente no governo que lhes serve.

Essa história de denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), corrupção, ministros na Lava Jato, rejeição de 94% dos brasileiros ao presidente da República, tudo isso, é conto da carochinha. Ou, como dizem, é só para criminalizar a política e os políticos.

Ah sim, tudo isso foi verdade mas no governo passado. Lá e só lá havia corrupção. Agora não. Os homens do poder em Brasília são gentis, elegantes, honestos, fiéis e pessoas do bem voltadas para os mais puros e saudáveis interesses públicos. Ou ainda como costumam repetir, são figuras de legítimos “interesses republicanos”.

E não adianta agora o Procurador da República de Curitiba, Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos responsáveis pela Operação Lava Jato, declarar que “muitas pessoas que apoiavam a investigação só queriam o fim do governo Dilma e não o fim da corrupção“.

Como é, autoridade?

É isso e assim sempre será. Os homens de Brasília serão eternos.

 


26 de julho de 2017

Paulão cobra responsabilidade da Prefeitura pela buraqueira e o lixo

Deputado diz que MPE deve cobrar do prefeito e o povo dos vereadores que fecham os olhos