Archive for agosto, 2017

31 de agosto de 2017

MPE aciona justiça contra decisão de desembargadora que soltou ex-prefeitos

Os ex-prefeitos alagoanos ex-prefeitos Jacob Brandão e Márcia Coutinho são acusados de corrupção

31 de agosto de 2017

Descaso: livros didáticos na Semed são entulhados na cozinha

Os livros que seriam destinados ao Pro Jovem refletem o desperdício do dinheiro público

31 de agosto de 2017

Delação de Funaro citando Temer volta a PGR para ajustes

A devolução do inquérito foi determinada pelo ministro do STF Edson Fachin

31 de agosto de 2017

Governo publica edital de concurso para professores em outubro

Renan Filho diz que Estado usa recursos próprios para comprar merenda escolar

31 de agosto de 2017

Transporte público: um martírio para a população, diz pesquisa

Segundo a pesquisa, o serviço representa o quarto maior problema da população.

30 de agosto de 2017

Janot defende o fim da Lava Jato antes que ‘mãos externas’ o façam

Para o Procurador as delações da JBS contra Temer e Aécio são o capítulo derradeiro

O embate jurídico e o fim do prazo para inscrição no concurso da PM

30 de agosto de 2017 • 4:06 pm

Para quem, com idade acima de 30 anos, quer entrar nas fileiras da Polícia Militar de Alagoas, resta torcer pela aprovação do projeto de lei, em tramitação na Assembleia Legislativa, que regulamenta o acesso à carreira militar. Proposto pelo Estado, o projeto original recebeu uma emenda quando chegou ao Legislativo, alterando o limite de ingresso na PM dos atuais 30 anos, para 35 anos de idade.

Considerando que essa emenda pode ser aprovada, é salutar que os interessados com mais de 30 anos possam fazer o concurso” – argumenta o defensor público Othoniel Pinheiro, num agravo protocolado ontem, no TJAL, contra a derrubada da liminar que garantia a pessoas com mais de 30 anos o direito de se inscrever no concurso da PM, marcados para outubro próximo. O edital traz esse limite!

A Defensoria Pública Estadual ajuizou ação para garantir que esse limite não seja impedimento para quem quer se inscrever. Ingressar nas unidades militares é, segundo a DPE, tema para outra discussão.

Mas o argumento do defensor Othoniel já foi derrubado pelo desembargador Cerylio Adamastor que, no exercício da presidência do Tribunal de Justiça (TJAL), cassou a liminar que autorizava o pessoal a se inscrever. Segundo o desembargador, “a passagem do tempo é inexorável e o candidato que, no momento da inscrição, não tem a idade limite não passará a tê-la com a passagem do tempo, pelo contrário”.

Mas o defensor público não desistiu e, em nome dos interessados, traz ao debate mais um argumento. Othoniel Pinheiro lembra da lei 7.657/2014, que estabelece as idades mínima de 18, e máxima de 40 anos para ingresso na Polícia Militar de Alagoas. Em janeiro do ano passado, em julgamento de ação de inconstitucionalidade impetrada pelo Estado, o TJAL determinou a suspensão dessa lei, proposta e aprovada pelo Legislativo, mas vetada pelo governador Renan Filho (PMDB).

A decisão que suspendeu a lei dos 40 anos ainda é provisória, podendo voltar a ter vigência em julgamento definitivo ao final do processo. Como o próprio Tribunal ainda não resolveu definitivamente a questão, não é razoável impedir os interessados de se inscreverem” – argumenta o defensor público.

De novo, o despacho do desembargador Celyrio Adamastor desmonta a tese da Defensoria. Para o magistrado, como a lei 7.657/2014 tem atualmente sua eficácia suspensa por uma ação direta de inconstitucionalidade, não pode ser utilizada como argumento.

Com mil vagas para o cargo de soldado combatente da PM, 140 vagas para o cargo de soldado combatente dos Bombeiros e dez vagas para o cargo de oficial combatente dos bombeiros, os dois concursos inscrevem até hoje. As inscrições custam R$ 95, e estão disponíveis no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), banca organizadora dos concursos.


30 de agosto de 2017

Justiça federal suspende decreto de Temer que privatiza área da Amazônia

Área de 4 milhões de hectares estava sendo entregue para mineradores

Lideranças costuram dobradinha Renan e Téo Vilela para o Senado

30 de agosto de 2017 • 11:05 am

Estão mais adiantadas do que bico de tucano, as tratativas entre o senador Renan Calheiros (PMDB) e o cacique do tucanato alagoano Teotônio Vilela Filho (PSDB), para reeditar a dobradinha para o Senado Federal nas próximas eleições.

A jornalista Vanessa Alencar trouxe a informação no portal Cadaminuto, após ouvir a história de uma fonte palaciana. A mesma história foi citada para um grupo de políticos que esteve em reunião no República dos Palmares com dirigentes máximos do PMDB local, recentemente.

Tanto Renan como Vilela se apega nesta possibilidade, independentemente dos olhares e bicos tortos dos aliados de lado a lado, uma vez que ambos consideram que esta pode ser a estratégia mais engenhosa para atingirem os objetivos como mais tranquilidade.

Renan e Téo: reeditando a dobradinha

Em Arapiraca, por exemplo, principal colégio eleitoral do Estado, eles dominam a cena política e por muito tempo usufruíram conjuntamente do espólio eleitoral, não apenas de lá, mas de toda região do agreste. Situação não muito diferente no sertão.

Reeditar o passado, de olho no futuro, é o caminho que buscam com o incentivo de grupos políticos que sempre estiveram aliados aos dois e que agora não gostariam de estar divididos na escolha dos representantes alagoanos para o Senado.

As tratativas para que Renan e Téo garantam mandatos de senadores são reais e avançadas. E se as conversas se consolidarem, eles, certamente, largarão na frente no processo eleitoral de 2018.

Alguém duvida?


30 de agosto de 2017

Feira das margaridas chega na praça da Faculdade nesta quinta

Produtos são comercializados a preço de custo