Archive for agosto 10th, 2017

Reformar pra quê? Deixa tudo como está, o Congresso aceita!

10 de agosto de 2017 • 11:25 pm

Quem botava uma fezinha na reforma política é bom não criar grandes expectativas. Por enquanto, na construção do ‘novo modelo’ que se desenha na comissão especial criada para esse fim, não se vislumbram muitas novidades, e o que há de novo não é coisa boa.  

O texto previa, por exemplo, a extinção dos cargos de vice-presidente, vice-governador, vice-prefeito e suplente de senador. Mas não passou. Foram 19 votos contra e 6 a favor da extinção dessa figura que pouco ou nada soma; não tem função definida, a não ser quando assume o mandato; mas é paga – e bem paga – em todas as esferas de poder.

Mesmo cientes de que essas composições políticas custam aos cofres públicos – cerca R$ 500 milhões, segundo informou o relator da comissão, deputado Vicente Cândido (PT-SP) – citando exemplo de vice-prefeito que ganha, por mês, R$ 15 mil pelo cargo – mesmo sem função – e vive a cuidar de sua própria empresa, o relator foi derrotado pelos que gostam das arrumações políticas. (porque, na verdade, todos sabem que os cargos de vice servem mesmo é para garantir as composições de apoio nas eleições e votos para os candidatos majoritários).

Certo que, vez por outra eles assumem o mandato, numa vertente de possibilidade que vão, desde a substituição temporária por motivo de viagem do titular; afastamentos temporários ou definitivos, como aconteceu com o outrora vice e hoje presidente Michel Temer. Vá lá que, por essas eventualidades, a figura do vice sobreviva. Mas na condição de vice (de eventual substituto) não deveria receber nada. A remuneração só deveria existir em caso de exercício do cargo – de prefeito, governador ou presidente – como acontece com suplentes de senador, deputado e vereador.

E aí, vai querer?



10 de agosto de 2017

Prefeitura investe nos pardais para fazer valer contrato de R$ 10 milhões

Até 30 de setembro 7 novos pardais estarão à disposição da indústria da multa

10 de agosto de 2017

Transsexuais buscam direito a reconhecimento de gênero e nome social

Defensoria trabalha para garantir-lhes os direitos

Os ‘interesses republicanos’ de Aécio Neves no Supremo Tribunal

10 de agosto de 2017 • 3:22 pm

Veja só como anda o nível de promiscuidade nesses tempos ditos “republicanos”, entre autoridades do Poder Judiciário e políticos flagrados no mar de lama da corrupção nacional, como é o caso do senhor senador Aécio Neves, vestal tucano do PSDB.

Esta semana, a Polícia Federal disse ao ministro do STF, Gilmar Mendes, amigo e irmão fraterno do senador, que não havia provas nenhuma do envolvimento dele no famoso caso das propinas de Furnas. O ministro é o relator do processo que envolve o político mineiro.

Pois bem. Eis que ele todo satisfeito com a generosidade do Departamento da Polícia Federal, sob nova orientação no governo Temer, tratou logo de requerer a Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmem Lúcia, que transferisse para o ministro Gilmar, um outro processo em que ele, o “nobríssimo” Aécio, ex-candidato a Presidente da República, é acusado de corrupção.

Isso tudo na maior cara de pau. Esse é o homem que quase foi endeusado como candidato a Presidente e que inconformado com a derrota financiou “movimentos” nas ruas, como o MBL, na busca pelo “terceiro turno eleitoral”, que acabou culminando com a queda da Presidente Dilma Rousseff. A história todos conhecem.

Mas, nesse caso específico de transferir o novo processo para Gilmar Mendes relatar, sua excelência o senador seu deu mal por que a ministra presidente do STF disse não. De jeito nenhum.

Chegou à conclusão da tentativa de aparelhamento do Supremo pelo senador, que é também réu em um processo onde é acusado de pedir propina de R$ 2 milhões a empresa JBS, de Joesley Batista.

O processo que ele gostaria que o ministro Gilmar também assumisse se refere a delações premiadas da Odebrecht, onde delatores afirmam que Aécio Neves teria recebido propina para defender os interesses da empresa no chamado “Projeto Madeira”, de construção das usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Pará.

Assim anda a República de nossos dias e seus “interesses republicanos”.

Valho-nos Deus!


10 de agosto de 2017

Comissão aprova voto ‘Distritão’ e dinheiro público para as campanhas

Comissão aprovou R$ 3,6 bilhões para custear campanhas e o fim da figura do vice

10 de agosto de 2017

Operação da SSP tenta cumprir 25 mandados de prisão em Arapiraca

Também estão sendo cumpridos 49 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

10 de agosto de 2017

Incêndio causa pânico em prédio residencial na Jatiúca

Fumaça escura começou a ser vista por volta das 5h da manhã, provavelmente saindo do 2º andar. Moradores entraram em pânico