Archive for Janeiro 22nd, 2018

22 de Janeiro de 2018

Hospital da Mulher será entregue até junho deste ano

Governador Renan Filho e secretários de Estado inspecionaram as obras nesta segunda-feira

22 de Janeiro de 2018

Retirada de coqueiro rompe adutora e deixa Piaçabuçu sem água

Abastecimento de Piaçabuçu está temporariamente suspenso

22 de Janeiro de 2018

Coruripe: MPE celebra mais um TAC de carnaval em Alagoas

Objetivo é garantir a segurança, disciplinar a organização dos festejos e estabelecer quais cuidados devem ser adotados

Nova lista da Uncisal nesta terça não apaga lambança na instituição

22 de Janeiro de 2018 • 6:41 pm

A confusão estabelecida no resultado do vestibular da Uncisal depõe completamente contra a organização do concurso. A anulação do resultado proclamada nesta segunda-feira, 22, deixou perplexa a direção da instituição de ensino e colocou em cheque o nível de competência do instituto gaúcho AOCP que aplicou as provas e fez a lambança na hora de anunciar os alunos aprovados.

Em coletiva, o reitor da Uncisal, professor Henrique Costa disse que foi surpreendido com o cancelamento do resultado e anunciou que uma nova lista de aprovados será divulgada nesta terça-feira, 23.

O problema é que a emenda pode ser pior que o soneto mal escrito, por que agora está em questão a credibilidade do processo, diante da patacoada de realizadores e gestores nessa história.

Direção promete nova lista nesta terça-feira.

Eis uma questão para uma apuração mais rigorosa por parte das instituições fiscalizadoras como o Ministério Público Estadual (MPE), considerando que está em jogo o interesse público.

Não basta o reitor anunciar uma nova lista. E se os nomes anunciados na primeira resolverem questionar a segunda? É um direito.

Portanto, aí está uma história que transcende à vontade e a decisão do reitor. A sociedade vai cobrar organização, transparência e respeito nesse caso, uma vez que está em jogo a formação profissional de centenas de jovens que buscam um histórico educacional decente na academia.

Não basta uma nota pedindo desculpas a estudantes e familiares. É fundamental uma apuração rigorosa dos fatos em nome da honorabilidade da instituição alagoana.

 

 

 


Parto humanizado, conforto para as mães e mais saúde para o bebê

22 de Janeiro de 2018 • 4:38 pm

Em meio a tantas noticias ruins sobre Saúde (febre amarela, filas intermináveis para a vacina, falta de vaga em hospitais…), a humanização do atendimento pós-parto anunciado pela Maternidade Nossa Senhora da Guia, unidade SUS da Santa Casa de Misericórdia de Maceió, vem como um alento para famílias de bebês que nascem prematuros ou com algum tipo de problema que os detêm internados na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).

Ilustração / Internet

A partir de agora, segundo a maternidade, as mães vão contar, nesses casos, com um alojamento para poder  acompanhar de perto a evolução do seu bebê, até quando ele estiver em condições de deixar o hospital.

Com isso a maternidade, que já era referencia no atendimento hospitalar infantil – com o tripé vitorioso de incentivo ao parto normal; amamentação exclusiva e parto humanizado – passa a oferecer também um ambiente confortável para alojar as mães, equipado com dez leitos, ar condicionado, tv, armários, banheiros privativos, área de serviço, três refeições por dia e com direito a acompanhamento da equipe de profissionais da maternidade e livre acesso dos pais, mesmo fora de horário de visita.

Não preciso ir muito longe para mensurar a importância desse investimento. Sobretudo para as famílias de recém-nascidos prematuros, que geralmente ficam de coração partido, quando a mãe tem que sair do hospital sem o bebê nos braços. Uma separação difícil para ela e para o pequenino ser, que necessita da atenção, do carinho especial, do peito da mãe para se fortalecer e ganhar a luta pela sobrevivência!

Tudo o que essas mães querem é ficar por perto, acompanhar, ajudar a cuidar. Mas muitas delas, vindas do interior ou de bairros distantes, vivem o drama de não ter onde ficar.

Na verdade, o anúncio da Maternidade Nossa Senhora da Guia demorou. O alojamento já é direito das mães nessa situação, desde 2012. Mas como diz o ditado, antes tarde do que nunca. E chegou avançando em conforto, um pouco além do que preconiza a Portaria Nº 930/2012, do Ministério da Saúde, que determina a implantação do  alojamento para hospedar as mães assistidas pelo SUS.

Importante para que ela tenha a tranquilidade que precisa na espera da alta do seu bebê, proporcionando uma proximidade que faz a diferença e torna o atendimento mais humano, possibilitando ao bebê uma recuperação mais rápida, preservado o seu direito à amamentação e à mãe, o direito impagável de estar perto da sua cria, amamentar, cuidar, e até ajudar outras mães e que necessitam de leite materno.

A saúde do bebê agradece. E o coração materno também.


22 de Janeiro de 2018

Movimentos populares ocupam sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro

Ação denuncia empenho da emissora na condenação de Lula e exige imparcialidade na cobertura dos fatos políticos

22 de Janeiro de 2018

Erros de correção anulam resultados do vestibular 2018 da Uncisal

Matrículas, que começariam hoje, estão suspensas até retificação das notas

22 de Janeiro de 2018

Alegando erro no vestibular, grupo vai ao TJ para cancelar matrículas na Uncisal

Candidatos denunciam erro no resultado do vestibular da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

22 de Janeiro de 2018

Marun: Não há chance de a reforma da Previdência ser adiada

Governo vai para o “tudo ou nada” na tentativa de aprovar o projeto em fevereiro

22 de Janeiro de 2018

Nova vara em Brasília vai agilizar ações penais contra Lula

Haverá impacto também na apreciação de outros casoscomo os que envolvem supostos desvios de recursos públicos da Caixa