24 de maio de 2017 • 12:11 pm

Brasil » Política

Comissão de Direitos Humanos da Câmara debate violações de direitos humanos

Atentados aos direitos humanos no campo e na cidade são denunciados

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A Coordenação Nacional do Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura esteve reunida nesta terça-feira, com o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa das Minorias da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Paulão, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara

Os membros da coordenação foram recebidos pelo deputado federal Paulão (PT-AL), que é o presidente da comissão. Na oportunidade, eles debateram a situação dos

Entidades pedem apoio da Comissão contra a violência

presídios do Rio Grande do Norte, em especial Alcaçuz, onde foram denunciados graves violações de direitos humanos contra detentos e familiares.

O deputado Paulão discutiu a possibilidade de elaborar agendas comuns nesse caso, com visitas in loco as áreas onde as violações dos direitos humanos estão sendo praticadas.

-É preciso entender que a ninguém é dado o direito de maltratar, torturar e até matar o ser humano. Portanto, a ação da comissão é no sentido de valorizar a vida de quem quer que seja. Quem cometeu crime deve pagar por eles na forma da lei. Essa é a questão. – Disse o deputado, presidente da comissão da Câmara.

Violência – Já nesta quinta-feira, 24, Paulão participou em Brasília de um ato contra a violência no campo, organizado mais de 20 entidades de direitos humanos. Segundo ele, a violência contra trabalhadores rurais sem terra e índigenas tem sido a marca do governo de Michel Temer, “que desmontou as políticas públicas de proteção aos direitos da população menos favorecida do Brasil. O que Temer fez foi um crime contra os mais pobres”.

Deixe o seu comentário