2 de outubro de 2017 • 1:49 pm

Blogs » Cultura » Fátima Almeida

A alegria de uma viagem segura pelo universo literário

Na Bienal Internacional do Livro, a diversidade de obras e a oportunidade de multiplicar conhecimentos

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Aberta na sexta-feira (29), no Centro de Convenções de Maceió, 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas tem programação para todas as idades, em especial para o público infantil, que, contando com a colaboração de pais conscientes, tem opções de sobra para sair da frente dos eletrônicos para sessões de contação de histórias, apresentações artísticas, brincadeiras e contato direto com muitos autores e suas obras literárias – momentos cada vez mais raros de convivência com a leitura e o conhecimento por meio de livros.

Vale tudo (de bom) nessa aventura alegre e segura que coloca pais e filhos; professores e alunos em contato com o conhecimento, o lazer e a cultura, num passeio pela Estação na Praça do Conhecimento, numa visita à Estação Saber (Biblioteca Móvel), na garimpagem de livros nos standes das editoras e nas compras – acessíveis a todos. O vale livro que possibilita aos alunos e professores de escolas públicas escolher e adquirir obras literárias ao seu gosto é uma excelente iniciativa do Poder Público, que vem vigorando desde a edição de 2015, da Bienal.

O vale livro da Prefeitura de Maceió tem créditos de até R$ 15,00. Parece pouco, mas concede aos estudantes de escolas públicas – sejam do ensino fundamental até a educação de jovens, adultos e idosos (EJAI) – o poder de compra de uma obra; a alegria de não saírem de mãos vazias da visita; de levar pra casa um pedacinho da Bienal.

Realizado pela Universidade Federal de Alagoas e coordenado pela Editora da Ufal (Edufal), o evento vem se aperfeiçoando a cada ano, conquistando um cantinho de saber nos corações alagoanos. Em sua rica programação, mais do que uma feira de livros (como pensam alguns), a Bienal promove bons debates focados na literatura e outros aspectos culturais e históricos – este ano aproveitando o bicentenário politico de Alagoas para promover a reflexão sobre a nossa história, os nossos costumes, a nossa arte e nossa cultura.

Então é aproveitar e sonhar, viajando na leitura de um bom livro; trilhar o caminho certo da educação; trocar conhecimentos e tornar a mentes mais accessíveis a todas as mudanças.

Quem gosta de ler sabe o quanto é prazeroso embarcar nessa viagem de sonhos, ficção, realidade e conhecimento.

E por falar em prazer, há quanto tempo você não lê um bom livro?

Ainda dá tempo. Confira a programação

Deixe o seu comentário