19 de abril de 2017 • 6:29 pm

Brasil

A cena da quarta: os sorrisos de Moro e Temer no dia do Índio e do Exército

No evento, além da foto inusitada, o conteúdo do discurso do general do Exército

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A foto do repórter fotográfiico do Dida Sampaio, do Estadão, dão asas para a imaginação no conteúdo político do Brasil da atualidade, em pleno Dia do Exército e do índio.

Moro e Temer: a foto da semana

A cena é desta quarta-feira, 19. Nela, o juiz Sérgio Moro e o presidente Michel Temer (PMDB) se cumprimentam efusivamente em uma solenidade, onde o magistrado foi condecorado com uma medalha pelo Exército Brasileiro.

Moro não quis responder perguntas da imprensa. Ao ser questionado sobre o relatório do projeto que atualiza a lei do abuso de autoridade, o juiz disse que só falaria sobre o dia do Exército.

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, aproveitou a ordem do dia da cerimônia de comemoração do Dia do Exército para fazer um discurso cheio de recados políticos onde fala de “incontáveis escândalos de corrupção”, “aguda crise moral”, “ausência de disciplina social” e avisou que “não há atalhos fora da Constituição”.

O general ponderou ainda que este momento “tão grave não pode não pode servir a disputas paralisantes”. “Pelo contrário, ele exige do povo e de suas lideranças, a união de propósitos que nos catalise o esforço de regeneração, para restabelecer a esperança e a confiança que nos permita identificar nossos objetivos comuns e reconstruir, a partir daí, o sentido de projeto de Nação que nos legaram os heróis de Guararapes.”

Lado a lado, Moro e Temer ouviram as palavras do general sorridentes e despreocupados com o momento da vida brasileira, principalmente do meio político que chafurda na lama a cada dia.

Deixe o seu comentário