18 de Maio de 2015 • 4:43 pm

Blogs » Marcelo Firmino

A Codevasf com Arthur Lira. A briga agora é pelo Porto e CBTU

A Codevasf é a coroa de ouro dos cargos federais em Alagoas. Décadas atrás esteve controlada politicamente por José Thomaz Nonô. Pelo menos enquanto ele exerceu seus mandatos como deputado…

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Codevasf é a coroa de ouro dos cargos federais em Alagoas. Décadas atrás esteve controlada politicamente por José Thomaz Nonô. Pelo menos enquanto ele exerceu seus mandatos como deputado federal.

Até o ano passado, a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco estava sob a batuta do deputado federal Givaldo Carimbão (PROS). Não há um único parlamentar na bancada federal que não sonhe em ter o controle da companhia.

E a razão é uma só. Ela está presente em 52 municípios alagoanos construindo cisternas, colocando calçamento em ruas, construindo praças e distribuindo alevinos para açudes públicos e privados.

É, portanto, o sonho de consumo eleitoral de todos. Funciona mais do que uma centena de cabos eleitorais contratados.

Mas, esse sonho só pode ser sonhado por um parlamentar. O deputado federal Arthur Lira (PP) está muito mais próximo de realizá-lo do que todos os outros parlamentares.

Isso por que a Codevasf está vinculada ao Ministério da Integração. E o ministro da pasta é do Partido Popular.

Se a Codevasf está certa, o que é duvidoso hoje na distribuição dos cargos federais é o Porto de Maceió. No governo passado, a bancada não se manifestou por que o cargo foi um indicação direta do próprio governo. Segundo dizem por recomendação do ex-presidente Lula.

Agora, no entanto, a bancada quer o cargo. Estão na disputa, Mauricio Quintella (PR), Ronaldo Lessa (PDT) e Paulão (PT).

Fora dessa briga, o deputado federal Marx Beltrão sonha com a CBTU. Sem a Codevasf, Carimbão também está de ouvidos atentos para o apito do trem.

Deixe o seu comentário