29 de setembro de 2015 • 1:47 pm

Bleine Oliveira » Blogs

A morte dos militares e a doidice do povo

Diante de um fato de repercussão, daqueles que a mídia passa dias e dias abordando, aparecem sempre aquelas figurinhas com a frase “eu vi tudo”. O fato da hora é…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Diante de um fato de repercussão, daqueles que a mídia passa dias e dias abordando, aparecem sempre aquelas figurinhas com a frase “eu vi tudo”.

O fato da hora é a morte trágica dos militares do Grupamento Aéreo de Alagoas.

O que “testemunhas” estão dizendo sobre o acidente chega às raias do absurdo.

Elas trazem informações tão estapafúrdias que a gente cai na risada.

O texto abaixo está num site de notícias e mostra quanta gente sem noção anda pelo mundo.

O helicóptero caiu, por volta das 10 horas da manhã. Um dos moradores relatou que viu o momento em que o helicóptero caiu no solo e incendiou. Ele relatou ainda ter visto uma das vítimas com o corpo em chamas tentando se salvar. Outras pessoas relataram à reportagem que viram quando o co-piloto da aeronave tentou sair para pedir socorro, mas ele acabou tendo o corpo tomado pelas chamas e, assim como os demais colegas, morreu carbonizado”.

Minha gente, somente os técnicos do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) têm autoridade para dizer o que pode ter provocado a queda do helicóptero.

O que sabemos é que os tripulantes eram profissionais bem treinados.

Dizer que foi um tiro disparado por marginais contra a aeronave; que o piloto mandou as pessoas se afastarem; que um dos militares pediu socorro, não passa de divagação.

Ou doidice mesmo do povo. Punossasinhora!!

Em tempo: O resultado da investigação sobre o que causou o acidente que matou o major CB Milton Carnaúba, o capitão PM Mário Henrique de Assunção e os soldados Diogo Melo e Marcos de Moura Pereira pode demorar até um ano.

Deixe o seu comentário