25 de junho de 2016 • 12:50 pm

Interior » Serviços Públicos

Adutora do Sertão será inaugurada nesta terça-feira em Pariconha

Solenidade terá presença do ministro da Integração. Governo calcula benefício a 130 mil sertanejos

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Foto: Agência Alagoas

Foto: Agência Alagoas

Um total de aproximadamente 130 mil sertanejos serão beneficiados com a inauguração da Adutora do Alto Sertão, que o governo anuncia para esta terça-feira (28). Os cálculos são do próprio governo, e incluem a população de 8 municípios e 40 povoados.

A solenidade está prevista para as 10h, no município de Pariconha, com a presença do governador Renan Filho e do Ministro da Integração Nacional, Jader Barbalho.
Confira no texto produzido por Marina Ferro para a Agência Alagoas
O Governo de Alagoas inaugura, na próxima terça-feira (28), às 10 horas, a Adutora do Alto Sertão, no município de Pariconha, com a presença do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. A obra, executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), beneficiará 130 mil sertanejos de oito municípios e 40 povoados.

As obras consistem na captação das águas do Canal do Sertão para reforçar o abastecimento nas cidades de Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Olho d’Água do Casado, Pariconha e Piranhas. Para isso, foi necessária a interligação do sistema no km 37 do Canal, além de duas Estações Elevatórias, uma Estação de Tratamento de Água e equipamentos eletromecânicos totalmente novos.

“A adutora trará funcionalidade para o Canal, pois levará água de qualidade para a população. Ele já tem sido muito útil para o pequeno agricultor e transformado a vida de muita gente, mas nossa grande preocupação era a distribuição controlada, com gestão. O novo sistema adutor do Alto Sertão garante isso”, disse a secretária estadual da Infraestrutura, Aparecida Machado.

Com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a obra é orçada em R$ 124 milhões. “Temos um sistema totalmente automatizado e novo, de última geração. Dessa forma, a adutora irá melhorar a distribuição de água na região e garantir o abastecimento efetivo nos municípios”, colocou o engenheiro civil e responsável técnico da obra, Cláudio Mattos.

Além das melhorias para a população, a nova adutora também trará economias para o Estado, uma vez que a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), responsável pela operação do sistema, passará a captar água do Canal, em vez do Rio São Francisco, minimizando a distância.

“Essa reformulação estrutural trará economia para a empresa, já que a captação no São Francisco aumenta os gastos com eletricidade. Inclusive, os técnicos da Casal já estão na Estação de Tratamento, sendo capacitados para operar o novo sistema e garantir um serviço eficiente”, salientou o superintendente de projetos especiais e infraestrutura hídrica, Alzir Lima.

Deixe o seu comentário