9 de junho de 2017 • 12:52 pm

Cultura » Economia

Alagoana Caraçuipe é um dos destaques da Expocachaça 2017

Edição da maior feira mundial de destilados acontece entre os dias 8 e 11 de junho na Expominas

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A Cachaça Caraçuípe tornou-se uma das mais conceituadas bebidas do País depois de receber duas medalhas de Ouro no “Concurso Mundial de Bruxelas Edição Brasil – Concurso Nacional de Vinhos e Destilados”, em 2016. Esse resultado confirmou a qualidade do trabalho da produtora RC Indústria e Comércio, que vê sua bebida agora como um dos destaques da Expocachaça, que acontece desde o dia 8 de junho, na Expominas, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

A Expocachaça é o maior evento mundial do setor, e mais uma participação na Feira confirma o trabalho da Caraçuípe. Graças a essas participações e premiações, o destilado vem conquistando novos distribuidores no país. Atualmente, já possui rotas em 10 estados com equipe de venda própria, assim como distribuidor e representante. E a meta do evento é conquistar mercado para mais quatro estados ainda este ano.

“Temos muito orgulho de produzir uma cachaça premiada no principal concurso de bebidas do mundo, sendo uma das três alagoanas com conceito ouro no concurso. Mostramos a vitalidade do setor na região e a qualidade da Caraçuípe. Isto coloca Alagoas entre os melhores produtores de cachaça de alambique do País e com esta edição Expocachaça vamos buscar expandir mais nosso mercado”, disse Renato Coutinho, dono da produtora RC e da Cachaça Caraçuípe.

Bebida alagoana já recebeu duas medalhas de Ouro em concurso internacional, em 2016.

Produzida há seis anos, mas no mercado desde outubro de 2013, a Cachaça Caraçuípe é comercializada em 16 estados do País, sendo que já está em andamento uma expansão para todo o território nacional. Da mesma maneira, já há um trâmite para realizar a exportação da bebida para os Estados Unidos e Europa.

Expocachaça

A 27ª. Edição chega como a maior e mais conceituada vitrine mundial da cadeia produtiva e de valor da cachaça, em um evento que ganhou a liderança no Brasil e visibilidade mundial.

Foram 26 edições nestes últimos 20 anos, com um total de 2,1 milhões de visitantes. Esta é a maior feira de cachaça do mundo, com geração de negócios superior a três bilhões de reais. Só de mídia espontânea são R$ 108 milhões, além de mais de 86 mil empregos gerados.

 

Cachaça no Brasil

O Brasil possui cerca de 40.000 produtores, sendo 98% de pequenos e microempresários, totalizando 600 mil empregos diretos e indiretos. Por média, brasileiro consome 11,5 litros por ano, movimentando mais de 7 bilhões de reais anualmente em sua cadeia produtiva. Mais de 4.000 marcas de cachaça disputam mercado no Brasil, sendo que estas exportam cerca de 1% de sua produção anual. A cachaça é o 3º destilado mais consumido no mundo, ocupando 87% do market share dos mercado de destilados no Brasil.

Bebida nacional do Brasil por Decreto Federal; Patrimônio Cultural de Minas Gerais por Lei Estadual; Patrimônio Histórico e Cultural do Rio de Janeiro por Lei; 70% do consumo de cachaça é realizado em bares e restaurantes e 30% nos demais pontos de vendas; Produto que mais tem “a cara brasileira”, segundo pesquisa do Centro de Indústrias de São Paulo; Única bebida, na atualidade, capaz de ter um boom no mercado internacional.

Deixe o seu comentário