23 de maio de 2017 • 7:46 am

Política

Almeida diz que reformas não podem ser aprovadas à toque de caixa

Deputado diz que a base política está em alvoroço

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Diante da crise que abala o País, devido aos escândalos provocados pelas delações dos irmãos Joesley e Wesley Batista, o deputado federal Cícero Almeida (PMDB) disse nesta terça-feira, 23, que é preciso prudência das lideranças políticas nessas horas. “Agir açodadamente não ajudar o País, nem a ninguém”, declarou.

Cicero Almeida: sem alvoroço

O deputado se manifestou após as informações de que as lideranças na Câmara e no Senado pretendem colocar em votação até junho os projetos de reformas Trabalhista e Previdenciária do governo Temer.

“Não é preciso paralisar o parlamento brasileiro, mas também não é necessário votar nada à toque de caixa, com uma base política em polvorosa diante dessas delações”, destacou Almeida.

Disse ele que os brasileiros hoje esperam muita responsabilidade da classe política e por isso mesmo é preciso muito diálogo de lideranças com suas bases para que evitar o caos absoluto.

O deputado disse que entende o anseio de determinados setores pelas reformas e compreende que muita coisa precisa ser mudada no Brasil, seja na Previdência ou nas leis trabalhistas, mas que não se pode conduzir temas tão importantes para a Nação por conta do desejo pessoal de quem quer que seja.

 

 

Deixe o seu comentário