18 de novembro de 2016 • 10:53 am

Brasil » Política

Ameaças ao estado democrático de direito devem ser investigadas pela Câmara, diz Paulão

Deputado diz que Câmara deve apurar se houve ajuda de dentro da casa para a manifestação

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O deputado federal Paulão (PT) requereu nesta quinta-feira, 17, no plenário da Câmara dos Deputados, que a direção da casa apure se há envolvimento de parlamentar ou de seguranças durante o ato de militaristas e líderes do Movimento Brasil Livre, que invadiram o pleno da sede do Legislativo exigindo um golpe militar no Brasil.

Paulão: foi um atentado contra a democracia.

Paulão: foi um atentado contra a democracia.

Segundo Paulão, independentemente do conteúdo ideológico dos manifestantes, a investigação se faz necessária pela facilidade com que eles tiveram para entrar no plenário sem paletó e gravata. “O direito de manifestação é livre e deve ser preservado, mas, em todas as manifestações realizadas na Câmara nunca ninguém entrou sem estar vestido à caráter, conforme determina o regimento”, disse o deputado.

Para Paulão, os manifestantes devem ter tido apoio de dentro da casa. E como praticaram atos de vandalismo, depredando equipamentos, torna-se fundamental que a Mesa Diretora investigue com  rigor e veja quem de dentro deu esse suporte aos manifestantes.

Democracia – No viés ideológico, o deputado declarou que o que se viu no plenário da Câmara foi um ato contra a democracia e as instituições do País. “Se estamos vivendo em uma democracia, a exigência de um golpe militar como reivindicaram os manifestantes constitui um atentado ao exercício democrático de direito”, destacou Paulão.

 

Deixe o seu comentário