19 de dezembro de 2016 • 6:09 pm

Economia

Antes da privatização da Ceal, Estado cobra R$ 800 milhões a Temer

Governador viajou a Brasília para tratar da negociação no Planalto e no Judiciário

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Logo após assinar a ordem de serviço para a construção do marco referencial do turismo alagoano, o governador Renan Filho (PMDB) viajou a Brasília para sensibilizar o governo federal e a justiça sobre os direitos que o Estado tem sobre a Ceal. O governador espera que o governo Temer faça o ressarcimento ao Estado de pelo menos R$ 800 milhões ainda do processo de federalização da companhia.

Renan: pelo dinheiro da Ceal

Segundo Renan Filho, os valores na origem estavam em torno de R$ 250  milhões, mas de que de lá para cá é fundamental corrigir os valores por todos os indexadores naturais que o negócio requer.

A expectativa é que o governo federal assegure os direitos do Estado sem qualquer trauma. Caso contrário vai à justiça intensificar a luta para assegurar os recursos.

Como primeiro contato marcado para tratar do assunto, o governador esteve esta tarde de segunda-feira, 19, no gabinete da Ministra do STF, Ellen Grace, uma vez que há ações judiciais envolvendo as privatizações da Eletrobrás, que estão sendo relatadas por ela.

Mas, disse o chefe do Executivo que espera não ser necessário recorrer à justiça para ter acesso a indenização dos cofres federais. Ainda assim, ele está disposto inclusive a utilizar esse crédito para abater na divida do Estado com a União. Seria, portanto, mais uma alternativa para o que considera uma bia negociação para a Fazenda estadual.

Deixe o seu comentário