18 de junho de 2016 • 1:16 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Apelo aos vivos*

Nesta sexta-feira, 17, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou sete homens, que foram presos acusados em assassinatos. Nessa oportunidade, o secretário Domingos Lima Júnior revelou que na nova política…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Nesta sexta-feira, 17, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou sete homens, que foram presos acusados em assassinatos. Nessa oportunidade, o secretário Domingos Lima Júnior revelou que na nova política de segurança do Estado, o foco é o esclarecimento dos homicídios praticados na capital e interior, para levar os autores à Justiça.

Ponto para o secretário Lima Júnior, que acredita na redução da criminalidade a partir da redução do número de assassinatos. “Os homicidas apostam na impunidade para impor o medo ” – disse ele, durante entrevista coletiva ontem.

Uma estratégia que pode dar certo, se a investigação atender a todos os requisitos legais, apontando os verdadeiros autores das mortes. E se a investigação apontar também autores do crime que é a raiz dos assassinatos: o tráfico de drogas.

Bom, mas o objetivo dessa postagem é, a partir das sucessivas prisões de acusados em homicídios,  chamar  atenção para uma vertente grave e que está comprometendo o presente e o futuro de todos nós.

A juventude pobre está se perdendo no crime. Se for feito o perfil etário e social das pessoas presas, principalmente dos homens, vamos perceber que estão nos presídios jovens pobres, com idade entre 19 e 30 anos.

Só pra se ter ideia do que isso significa, o IBGE considera potencialmente produtiva a faixa da população com idade entre 15 e 59 anos.

Então, ao invés de ficarmos doídos somente com as tragédias internacionais (e essas são de fato dolorosas!) devemos voltar nossa atenção também para os problemas do nosso Estado e de nossa cidade.

Devemos cobrar dos poderes públicos a reversão dessa tragédia humana. Nossos comentários nas redes sociais precisam ter foco também na violência que está diante de nossos olhos, e não enxergamos. Em Alagoas, milhares de crianças e jovens estão fora da escola, faltam leitos em hospitais, médicos nos postos de saúde, falta emprego, enfim há aqui todo tipo de exclusão.

Precisamos mudar as manchetes da Imprensa. Do contrário, elas vão continuar manchadas de sangue!

 

*Apelo aos Vivos é o título do livro de Roger Garaudy, um filósofo, historiador e romancista francês, publicado no Brasil em 1981, pela Editora Nova Fronteira. Nessa obra ele convoca o leitor a refletir sobre o modelo econômico mundial, a concentração da riqueza e a morte, pela fome, de milhões de pessoas no mundo.

Deixe o seu comentário