2 de junho de 2015 • 6:35 pm

Cotidiano

APL do mel recebe apoio do Banco do Brasil para equipamentos

Cerca de 80 apicultores da região norte serão beneficiados com os recursos do banco.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Produtores de mel apoiados pelo BB

Produtores de mel apoiados pelo BB

Por Andressa Alves

Após serem beneficiados com a aprovação do convênio para a construção da Casa de Mel, os produtores do Arranjo Produtivo Local (APL) Apicultura Litoral e Lagoas comemoram mais uma conquista.

Desta vez, o projeto elaborado pela Associação de Apicultores do Vale do Camaragibe (AAPVAC) foi contemplado com linhas de financiamento de R$ 100 mil pela Fundação Banco do Brasil, destinados à compra de equipamentos para a Casa de Mel

Atendendo ao Recurso de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil (DRS), o projeto prevê o avanço da atividade produtiva local por meio de um ambiente estruturado, munido de equipamentos e espaços que atendam às normas de regularização e políticas públicas que potencializem a comercialização e produção.

Além da Associação de Apicultores do Vale do Camaragibe, cerca de 80 apicultores das proximidades, divididos entre os municípios de Matriz de Camaragibe, Japaratinga e Porto Calvo, devem ser beneficiados com a aprovação do projeto.

Para a gestora do APL Apicultura, Daniela Virtuoso, a conquista funciona como motivação e oportunidade de desenvolvimento. “O projeto e a construção da Casa de Mel são de extrema importância para os produtores por trabalhar a região como um todo, atendendo as demandas comerciais e a estratégia de desenvolvimento econômico” enfatiza.

O atendimento ao setor turístico do litoral também deve ser impulsionado pela maior regularização da atividade, promovendo a inclusão do produto à rede turística local. A construção da Casa de Mel, oriunda de um convênio entre o Ministério de Desenvolvimento Agrário e a Seapa (Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura), bem como a liberação do recurso para a compra de equipamentos, devem ser viabilizadas até o mês de novembro.

O APL Apicultura integra o Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL), coordenado pelo governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), em parceria com o Sebrae.

Deixe o seu comentário