22 de Abril de 2015 • 12:16 pm

Fátima Almeida

Após investigação por excesso de faltas, Câmara esbanja assiduidade

ASSIDUIDADE Depois do susto causado pela investigação do excesso de faltas dos vereadores às sessões ordinárias do Legislativo Municipal, e da ameaça de perda de mandato, a assiduidade está marcando…

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

ASSIDUIDADE

Depois do susto causado pela investigação do excesso de faltas dos vereadores às sessões ordinárias do Legislativo Municipal, e da ameaça de perda de mandato, a assiduidade está marcando ponto, na Câmara de Maceió. De acordo com o extrato de frequência do mês de março, publicado no Diário Oficial do Município, pela secretaria da Mesa Diretora, o máximo de faltas registradas por vereador foi duas. E cerca de 60% (13 dos 21 parlamentares) compareceram a 100% das sessões realizadas. Bom, pelo menos responderam ‘presente’.

A investigação conduzida pelo Ministério Público Estadual ainda não foi conclusiva, e o risco de muitos perderem o o mandato pela “faltança” ainda não foi esgotado, apesar das mais de 800 páginas de justificativas encaminhadas pela Mesa diretora para a promotora Marluce Caldas. Mas, pelo jeito, a lição já foi aprendida. Será?!

TÁ NA RUA

viaduto

Faixas distribuídas pelo movimento Vem Pra Rua fazem um apelo aos ‘nobres’ da Assembleia Legislativa: ‘Deputados alagoanos, apoiem a 17ª Vara’. É o grito da sociedade; a chamada ‘voz rouca das ruas’. O problema é a surdez coletiva que afeta a maioria dos representantes do povo, depois que assume mandato político. Principalmente no Legislativo, onde as relações de poder costumam provocar muito ruído na comunicação com os anseios populares.

SEM ACORDO

Em Paulo Jacinto, os professores da rede municipal estão na maior peleja pela implantação do Plano de Cargos e Carreira (PCC) e por reajuste salarial. Dizem que há dois anos não recebem um centavo de aumento, nem para repor a inflação. A disposição é de greve por tempo indeterminado, se a prefeitura não acenar com alguma proposta que contemple a categoria. Mas, por enquanto, o prefeito Nildo só pensa em garantir o dinheiro do lanche no passaporte da cidade.

CONCILIAÇÃO

Cerca de 20% dos conflitos em acidentes de trânsito poderiam ser resolvidos nos locais da ocorrência. É o que diz o Núcleo de Levantamento de Acidentes e Estatísticas de Trânsito da SMTT. Se há interesse das partes, um trailer da Justiça Volante faz o atendimento no local, com um conciliador que conduz aos termos de acordo e à liberação dos envolvidos, após assinatura da ata. A Justiça Volante atende de segunda a sexta, das 8h30 às 12h e das 13h às 17h, com o objetivo de dar mais celeridade aos processos de menor gravidade, evitando o acúmulo nos juizados. Então, fica a Dica.

FÉ NO HOMEM

Uma placa na Avenida Fernandes Lima me deixou curiosa. Alguém sabe o que significa Injec? Tá lá: Igreja Nacional de Jesus Cristo. Mais uma dessas que a palavra do pastor vale ouro. Pela difusão e diversidades dessas “igrejas”, não se pode duvidar, sobre o  povo brasileiro: Ô povo de fé!!!

Deixe o seu comentário