29 de junho de 2017 • 7:20 pm

Política

Reforma trabalhista avança no Senado e pode ser votada na próxima semana

Por 16 votos a 9, bancada governista atropela oposição e dá andamento ao projeto que muda a CLT

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Senador Antonio Anastasia, o presidente da CCJ do Senado, Edison Lobão, e relator Romero Jucá durante reunião para analisar e votar o parecer da reforma trabalhista (Antonio Cruz/Agência Brasil)

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) já decidiu: o projeto da reforma trabalhista será votado antes do início do recesso parlamentar , previsto para o próximo dia 17. O propósito dele é iniciar a votação em plenário já na próxima semana, ou no mais tarde na seguinte.

Aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), por 16 votos a 9, a chamada reforma trabalhista-sindical (PLC 38/17), não terá sua votação final adiada, como propõem senadores da oposição ao governo Temer. A bancada oposicionista denuncia que senadores da base governista estão sendo coagidos a votarem às pressas, mesmo sem concordar com a íntegra do projeto.

Relator da proposta, o senador Romero Jucá (PMDB/RR) rejeitou todas as emendas apresentadas ao texto. Todos os destaques apresentados pela oposição também foram rejeitados.

Deixe o seu comentário