22 de março de 2016 • 8:22 am

Interior

Arapiraca: caos e descaso na saúde revelam estado de abandono da Prefeitura Municipal

“Os transplantados renais estão entregues à própria sorte e o Centro de Medicina Física e Reabilitação está praticamente fechado”, diz vereadora

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O caos está tomando conta da administração pública em Arapiraca. A prefeita Célia Rocha (PTB) pediu afastamento à Câmara para tratamento de saúde, inicialmente por 30 dias e em seguida renovou por mais 30, e a cidade que já não andava bem piorou de vez, segundo as vozes da oposição que se fortalece em meio ao desgoverno.

Aurélia Fernandes: caos em Arapiraca

Aurélia Fernandes: caos em Arapiraca

Conforme levantamento da vereadora Aurélia Fernandes, os serviços de saúde no município já não existem mais. Os transplantados renais estão entregues à própria sorte e o Centro de Medicina Física e Reabilitação, de alta complexidade, “está praticamente fechado”.

Soma-se a isso a falta de medicamentos e, por conseguinte, de pacientes no CAPS. O mais grave, de acordo com a vereadora, é que em meio a esta completa falta de gestão,  a Prefeitura de Arapiraca está devolvendo recursos federais por que não conseguiu construir duas novas unidades básicas de saúde nas comunidades de Canafístula e Teotônio Vilela.

Obra inacaba: Prefeitura devolveu dinheiro

Obra inacaba: Prefeitura devolveu dinheiro

Câncer – Diante desse estado de abandono promovido pela Prefeitura os serviços de oncologia no município só estão funcionando sob ordens judiciais. “Acabaram a prioridades e as cotas de exames exclusivas para os pacientes com câncer. Isso é inaceuitável. A população arapiraquense que mais precisa não merece tamanho descaso”, disse ela.

 

A vereadora faz a ressalva de que esses serviços funcionavam a pleno vapor na gestão do prefeito Luciano Barbosa (PMDB). Hoje, a incompetência e a omissão falam mais alto na administração municipal.

Deixe o seu comentário