26 de Fevereiro de 2016 • 3:12 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Arrogância até na cadeia

Impressiona a postura aparentemente arrogante de Mônica Moura, a sétima esposa do marqueteiro João Santana, alvo da Operação Acarajé, a 23ª fase da Operação Lava Jato. O casal teria recebido…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Impressiona a postura aparentemente arrogante de Mônica Moura, a sétima esposa do marqueteiro João Santana, alvo da Operação Acarajé, a 23ª fase da Operação Lava Jato.

O casal teria recebido US$ 7,5 milhões – cerca de R$ 30 milhões, valor depositado numa conta na Suíça e não declarada as autoridades fiscais brasileiras.

A suspeita é que a dinheirama veio do esquema de corrupção da Petrobras, como pagamento por serviços eleitorais prestados ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Nas imagens que a mídia mostra desde que o casal foi preso, no início dessa semana, o destaque é o jeito até insolente com que MM caminha, indiferente aos policiais federais que lhe escoltam.

Várias vezes relaxa os braços, como para mostrar que está sem algemas, e sempre mastigando.

Toda trabalhada no estilo ‘tô nem aí’, a figura se acha!

Deve ser porque é amiga da presidente Dilma, a quem apresentou o cabeleireiro Celso Kamura, tido nas rodas do poder, em Brasília, como ‘ministro do cabelo’.

Lamentável que figuras assim não se envergonhem de meter a mão no dinheiro público.

Eu, hein!!

 

1 Comentário

  1. CANALHAS SÃO CANALHAS!

    A “APARENTE” arrogância ou soberba ou empáfia, essa “coisa” esdrúxula, espúria, amoral e essa conduta abominável outra não é senão a tranquila certeza, convicta, ciente e ciosa da IMPUNIDADE – filha única da ODIOSA IMUNIDADE; ou não? Todo criminoso vil age assim e assim se porta, não se importa nem se incomoda, é traço típico de seu “caráter” (deLLes; claro!), sabia!?
    VERGONHA? Isso é uma “coisa” para quem tem escrúpulos ou dos “OTÁRIOS”, como alcunham aos simples cidadãos e cidadãs honestos e decentes, que preservam, cultuam e perseveram em manter como princípios axiológicos e valores éticos e morais: o caráter, a dignidade, a honra, a honestidade, a decência e as virtudes de BEM e do BEM; não espere isso deLLes, minha cara blogueira! “A honestidade é algo muito caro não espere isso de pessoas baratas e sem honras”, desconheço a autoria desta frase, mas vem bem a calhar! Aliás, Rui Barbosa já havia vaticinado: “chegará o tempo que o cidadão sentirá vergonha de ser HONESTO”!
    Ademais, demonstre-me quantos deLLes, desde o mensalão, que foram presos, algemados e postos nos xadrezes das respectivas viaturas? Percebas, pois, apenas põem suas mãos sujas para trás, mas sem suas devidas e imprescindíveis “pulseiras-de-aço”, e conduzidos no banco traseiro das referidas viaturas, infelizmente! Ou não? Estas “exigências” técnicas ou procedimentos operacionais somente para os pobres mortais! Jamais para os criminosos de colarinhos brancos!
    Lembras dos tais “zésróis” (Dirceu, Genoíno, Vargas e etc.) que ergueram os punhos cerrados quando de suas prisões? Todos eLLes seguem ao mesmo rito e padrão ou modus operandi, até quando flagrados e presos.
    Canalhas são canalhas! Cambadas!
    Abr
    *JG
    P.S.: Já vistes alguma foto deLLes nos xadrezes ou nas grades dos presídios?

Deixe o seu comentário