3 de dezembro de 2015 • 1:56 pm

Blogs » Marcelo Firmino

As consequências do processo de impeachment, segundo o governador Renan Filho

Renan Filho: o impeachment não é a agenda do País.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Renan: não é agenda do País

Renan: não é agenda do País

Aliado da presidente Dilma Rousseff (PT), o governador Renan Filho (PMDB) se entristeceu com a atitude do seu companheiro de partido, Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, que acatou o pedido de impeachment da chefe da Nação, em retaliação ao voto dos petistas membros da Comissão de Ética da Câmara.

Em solenidade no Tribunal de Justiça, o governador disse que o pedido impeachment afeta a estabilidade política do País e agrava a crise econômica que hoje tem atrapalhado a vida de todos, principalmente nos Estados.

Na conversa com a imprensa, quando sempre se coloca de forma mais imperativa, o governador de Alagoas se apresentou de forma mais branda. O clima não permitia efusividade.

Ele se disse muito preocupado por que no ritmo que vai será dificil sair da crise. Defendeu uma solução para o Brasil de forma célere. -Essa não é agenda do País. – Disse.

Renan Filho acredita que o imponderável vai afetar a vida de todos os Estados e cabe aos governadores se posicionarem no sentido de solucionar o problema e sair da crise. É fundamental, na visão de Renan Filho, que muita gente com responsabilidade política no País, comece a atuar no sentido de resolver a questão seguindo os ritos de respeito total as instituições.

O processo do impeachment, ainda na visão do governador, traz um efeito cumulativo de problemas para o Brasil que vão desde a estagnação da economia até ao agravamento da recessão que hoje já é um problema para o Brasil e os brasileiros, considerando os efeitos que tudo isso trará para o mercado de trabalho.

E assim, voltou a repetir: -Essa não é a agenda para o País.

Não era, mas Eduardo Cunha e os parlamentares da oposição criaram a agenda.

1 Comentário

  1. cabe as instituições competente da resposta justa a sociedade,e mostrar com transparência que nenhum representante da nação nunca esteve,nao esta,e nunca vai esta acima da lei.

Deixe o seu comentário