13 de fevereiro de 2016 • 8:06 am

Blogs » Pequeno Polegar

Avó do Considerado, a sem noção e a estátua do Graciliano. Essa velha…

De olho no Facebook a velha viu uma mulher montada nos ombros de uma estátua…

Por: Pequeno Polegar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Considerado acordou cedo fez tudo que a natureza pede após o despertar do corpo e da alma e se drigiu ao café da manhã na casa da avó, dona Nildinha. Coisa de menino criado com vó, dizem os amigos dele, mas nesse caso o cara não liga a mínima. E, cá pra nós, tem razão em não dar ouvidos a chacotas dos parceiros. Faz parte.

Mas, no café encontrou a velha pensativa diante de um notebook, seguindo páginas e páginas do facebook. Mal teve tempo de abençoar o neto, que lhe beijou a testa e deu bom dia. Nildinha não é muito de ficar quieta e isso foi o que causou estranheza naquele momento.

Devidamente incomodado, Considerado perguntou o que estava acontecendo ou o que havia de tão importante no facebook que a avó mal lhe notara em casa. Logo ela que gosta de tagarelar, falar mal dos outros, contar os casos que teve com policiais e que agora anda apaixonadíssima pelo secretário de segurança. “Esse é dos meus”! Costuma dizer.

Lá nos idos de 50, ela era mais conhecida como “Maria Batalhão”.

Em meio ao silêncio dela, o neto enfim pergunta o que está havendo, se está doente ou que mal existe?

Ela responde que não há nada consigo, mas que viu uma coisa na internet que a deixou pensativa sem uma opinião concreta em torno do assunto.

-E o que foi vó?

-Essa moça que subiu nas costas da estátua.

-E o que tem ela demais?

-Não sei meu filho, mas isso nessa época de carnaval…

-E o que o carnaval tem com isso minha avó?

-É que nessa época a gente gosta de subir em tudo, menos numa estátua.

-Não estou entendendo essa conversa.

– Olhe eu já montei em tronco de Mulungu, lombo de jegue, nas costas do sargento Militão e subiria até nos ombros do Gaspar, mas numa estátua, que tesão há nisso?

-Tenha jeito dona Nildinha!

-Meu filho tem gosto pra tudo…

-Acho que não foi uma questão de gosto, mas um ato impensado.

-Impensado e bota logo no facebook?

-Mais impensado ainda. Deixa pra lá, é melhor eu lhe contar meu sonho…

A velha então olhou pra ele e até pensou e deixar a história de lado e ouvir  sobre o sonho do Considerado que já não estava mais gostando daquela conversa. Mas, Nildinha não quis saber e retomou a história:

-Não sei não… E sobe na estátua do Graciliano, se fosse pelo menos do Brad Pitt.

-Graciliano é um ícone da nossa cultura…

-E o que você entende de cultura Considerado?

-Vó é melhor a gente acabar essa conversa e deixar essa moça pra lá. Ela já pediu desculpas!

-Nao sei por que você defende tanto ela.

-Isso não tem nada a ver

-Já sei.

-Sabe o quê?

-Na verdade, você que não namorou ninguém no carnaval, deve ter sonhado com ela subindo em suas costas.

-Eita vó, aí ela ia se estrompar todinha.

ela na orla

 

Deixe o seu comentário