4 de outubro de 2015 • 11:03 pm

Economia

Bancada federal discute projeto da ponte ligando Penedo a Neópoles

Deputados federais se reúnem nesta segunda-feira, com representantes da Construção Civil, para discutir problemas do setor.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Foto: Ascom Penedo

Foto: Ascom Penedo

A bancada federal de Alagoas tem reunião nesta segunda-feira (5), às 9h, na sede da Ademi, em Maceió, para debater os rumos da construção civil no Estado, mediante a crise que se espalhou pelo país. A pauta também incluiu a apresentação do projeto de construção de uma ponte sobre o Rio São Francisco, ligando os municípios de Penedo, em Alagoas, a Neópolis, em Sergipe. Apenas o rio separa as duas cidades, mas a travessia é feita de barco ou de balsa.]

“Convidamos o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão, e o vice-prefeito, Ronaldo Lopes, para debaterem conosco. Vamos tomar conhecimento dos detalhes do projeto de construção da ponte que liga Penedo a Neópolis, um sonho antigo dos penedenses e também dos sergipanos. Estamos esperando também a presença do prefeito de Neópolis, Amintas Dinis”, disse o coordenador da bancada, deputado Ronaldo Lessa.

Antes da construção da ponte de Porto Real do Colégio (AL), o tráfego de veículos em direção a Sergipe, Bahia e regiões ao sul e sudeste do país  passava por Penedo e seguia em balsas para o outro lado do rio. A cidade viveu um auge econômico que declinou quando a construção da ponte em Porto Real desviou o movimento. Agora estudos estão sendo feitos para viabilizar essa nova ponte, que voltará a fortalecer a economia de Penedo – acredita-se.

“A bancada está unida em defesa de Alagoas, e a ponte Penedo-Neópolis é importante não apenas para as duas cidades envolvidas, como para toda região. Portanto, vamos discutir esse projeto e ver de que maneira a bancada pode ajudar”, afirmou Ronaldo Lessa.

O encontro desta segunda-feira acontece na sede da ADEMI (Associação das Empresas do Mercado Imobiliário), a partir das 9h, e terá participação da Federação das Indústrias e do Sindicato da Indústria da Construção.

 

Deixe o seu comentário