19 de setembro de 2016 • 1:27 pm

Educação » Política

Bancários rebatem Santoro: “Repasse pode ser feito por transferência online”

Diretor do Sindicato garantiu que a operação de transferência do Fundeb poderia ser realizada pela internet; No entanto, a Superintendência do Banco não saber informar o que pode ter causado o atraso

Por: Vinicius Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Em resposta afirmação do secretário da Fazenda do Alagoas, George Santoro, que disse que a greve dos bancos prejudicou o repasse de R$ 11,5 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) aos 102 municípios alagoanos, o Sindicato dos Bancários do Estado rebateu a informação, garantindo que a operação de transferência pode ser feita online e não precisa de profissionais para ser efetivada.

De acordo com o diretor do sindicato, Carlos Alberto, a operação não depende da greve. “Esse tipo de ação não passa por ninguém do movimento grevista, uma vez que é online”, disse ele.

Quem reforçou a informação do sindicato foi Ronaldo Paranhos, gerente de Administração da Superintendência do Banco do Brasil em Alagoas. No entanto ele admitiu que ainda não saber informar o que pode ter causado o atraso nos repasses para as contas dos municípios. “Entraremos em contato com a assessoria de comunicação do Banco do Brasil, em Brasília, para esclarecer o que causou o atraso”, garantiu.

George Santoro: de olho no caixa.

George Santoro mostrou-se preocupado com o atraso do valor

Segundo Santoro, o banco não conseguiu operacionalizar a transmissão dos recursos por conta da greve. Ele ainda ressalta que os trabalhadores possuem o direito de manter seu direito de greve, mas que a mobilização não está permitindo o mínimo de acesso para que os funcionários da instituição financeira preservem serviços essenciais à população.

A greve dos bancários, que teve início no dia 6 de setembro, completa 13 dias nesta segunda (19. Segundo o Sindicato dos Bancários, em Maceió, todas as 88 agências estão fechadas. A entidade ainda informa que no interior, das 155 agências, 80% aderiram à greve.

Deixe o seu comentário