9 de junho de 2015 • 5:49 pm

Brasil

Banco HSBC vai fechar as portas no Brasil e senador cobra explicações em CPI

Banco pretende encerrar atividades em outras praças fora do País e anuncia a demissão de 50 mil pessoas.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) disse em Brasília que pretende apresentar um requerimento para convocar novamente o presidente do HSBC no país, André Guilherme Brandão, para prestar esclarecimentos à CPI que investiga contas de brasileiros na filial suíça da instituição.

Nesta terça, a direção do banco britânico anunciou a intenção de fechar o banco no Brasil. Randolfe, que sugeriu a criação da CPI, lembrou que o executivo, quando ouvido pela comissão, negou que houvesse tal intenção. Na opinião do Senador, o anúncio do HSBC é mais uma demonstração de que o banco operou de modo irregular.

“Nós já estávamos monitorando essa possibilidade (de fechamento do banco) e inclusive perguntamos isso ao presidente do HSBC quando ele esteve depondo na CPI. Ele, na CPI, negou que isso viesse a se concretizar. O que no meu entender fica patente que ele mentiu”, disse o senador.

Mas, para o senador, porém, o tema não deve desviar a atenção principal da CPI, que é investigar as contas brasileiras no exterior. No entanto, ele admitiu que a CPI precisa aprofundar as nvestigações. Para ele, nas últimas três semanas, a CPI não conseguiu avançar nas investigações.

A direção do banco anunciou que vai desativar agências no México e no Peru e nos Estados Unidos e deverá desempregar 50 mil trabalhadores.

Deixe o seu comentário