26 de maio de 2015 • 8:28 pm

Política

Beltrão pelo voto aberto: “aqui tem colegas que não resistem a uma ligação do palácio”

Com a declaração, deputado é o décimo parlamentar a favor do modelo de votação

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
João Beltrão

João Beltrão

Nenhuma novidade sobre a apreciação do projeto de lei que disciplina o funcionamento da 17ª Vara Criminal e uma polêmica declaração – ao fim da plenária desta terça-feira (26) –  do deputado João Beltrão (PRTB), sobre o modelo de votação dos vetos. Ao fim da sessão, num salão cheio de jornalistas, o deputado, de forma segura e direta, declarou a um profissional da imprensa que é a favor do voto aberto, mas é preciso respeitar o regimento, mesmo sabendo que existem ‘colegas’ que são seduzidos pelo palácio.

“Sou a favor do voto aberto. Mas precisamos seguir o que manda o regimento, mesmo sabendo que aqui tem colegas que não resistem a uma ligação do palácio”, disse Beltrão. Assim o deputado se colocou no time ‘do voto aberto’ se tornando o décimo membro.

Na semana passada, no entanto, os parlamentares decidiram ignorar a decisão da Justiça e apreciar os vetos por meio de voto secreto. No total, 16 deputados votaram a favor do voto secreto e nove contra. Os contrários são: Rodrigo Cunha (PSDB), Galba Novaes (PRB), Pastor João Luiz (DEM), Bruno Toledo (PSDB), Ronaldo Medeiros (PT), Jó Pereira (DEM), Carimbão Junior (PROS), Tarcizo Freire (PSD) e Thaise Guedes (PSC).

Votação adiada

A extraordinária desta terça foi marcada exclusivamente para debater sobre a 17ª Vara Criminal da Capital.  O deputado Antônio Albuquerque (PRTB) acabou pedindo o adiamento da votação da matéria. O presidente da Casa, deputado Luiz Dantas (PMDB), aceitou o pedido e adiou a votação. Com isso, a matéria deve voltar ao plenário somente na quinta-feira (28).

Deixe o seu comentário