26 de outubro de 2015 • 11:46 am

Política

Cada um por si: Feriado em homenagem ao Servidor vira samba de crioulo doido

Repartições do Estado fecham dia 28. Órgãos federais e municipais funcionam na quarta-feira, mas fecham dia 30.

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A informação ainda não foi divulgada publicamente pelos órgãos oficiais. Apenas com um aviso minúsculo, publicada no domingo, dia 25, em área restrita aos funcionários, a Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (Seplag) comunicou que o feriado em homenagem ao Dia do Servidor será mesmo no dia 28, nos órgãos públicos estaduais. Ou seja, na próxima quarta-feira, as repartições vinculadas ao Executivo estadual estarão fechadas.

Uma informação de grande interesse público, que não poderia, jamais, ficar restrita a um portal fechado, de acesso exclusivo dos servidores. Nossa reportagem confirmou a informação com a assessoria da Seplag, que se comprometeu em divulgar nota “mais tarde”, confirmando o feriado no dia 28.

Bom que seja, porque a essa altura, a população está confusa. A questão do feriado virou samba de crioulo doido, em Alagoas.

Como os governos federal e municipal publicaram portarias adiando o feriado para o dia 30 (sexta-feira), as repartições vinculadas a essas esferas estarão abertas no dia 28. Isso inclui INSS, alguns postos de saúde, escolas, secretarias municipais, departamentos e superintendências federais, entre outros. Igualmente, órgãos vinculados a outros poderes, como o Judiciário, também adiaram o feriado para o dia 30, seguindo o Conselho Nacional de Justiça e os tribunais superiores.

Defensoria Pública e Ministério Público Estadual já decretaram ponto facultativo na sexta-feira, o que significa que estarão funcionando na quarta-feira.

Ou seja, no dia 28, dedicado ao Servidor Público, haverá repartições fechadas na esfera estadual, mas as da rede municipal e federal estarão funcionando. Na sexta-feira, Estado funciona e os demais estarão fechados.

Confuso, não? Faltou entendimento e bom senso aos gestores. E o problema maior estará em órgãos de gestão conjunta. É preciso esclarecer para a população como vai ser o funcionamento, por exemplo, nos postos de saúde que funcionam com servidores municipais, estaduais e federais. Abrem na quarta-feira, sem a presença dos trabalhadores vinculados ao Estado? Funcionam na sexta-feira, apenas com a presença destes?

E os postos JÁ, onde funcionam serviços das três esferas de poder? Abrem parcialmente no feriado do dia 28? Abrem parcialmente na sexta-feira, dia 30? Ou vão fechar nos dois dias?

É preciso esclarecer. A população precisa saber com que serviços poderá contar em cada um desses dias, para não bater com a cara em portas fechadas.

Deixe o seu comentário