2 de abril de 2016 • 2:20 pm

Saúde

Cães e gatos vão aos postos de vacinação contra a raiva

A raiva é transmitida através de contato com a saliva do animal

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Nina acordou cedo e foi cuidar da saúde. Assim como ela, uma poodle charmosa, milhares de cães da cidade estiveram nos postos de atendimento de vacinação antirrábica,  neste sábado, 02.

Nina: garantida e vacinada.

Nina: garantida e vacinada.

A campanha de vacinação contra raiva para cães e gatos  é realizada anualmente em todo o Estado.  A meta é garantir a imunização de 80% do total de 141.190 animais em Maceió, sendo 75.304 cães e 47.060 gatos.

A doença – A raiva é causada por um vírus (Rhabdovírus), que se multiplica e se propaga, via nervos periféricos, até o sistema nervoso central, de onde passa para as glândulas salivares, nas quais também se multiplica.

Vacinação contra a raiva

Vacinação contra a raiva

A forma mais comum de transmissão é através de contato com saliva de animal raivoso, seja por mordeduras ou lambeduras de mucosa e, até mesmo, por arranhaduras. Em áreas urbanas, o cão é o principal responsável pelas transmissões (quase 85% dos casos), seguido do gato.

O período de incubação da doença, no homem, varia de duas a dez semanas (em média, 45 dias). Uma vez infectado, não há tratamento específico e a letalidade é de 100%. O tratamento aplicado visa minimizar o sofrimento do paciente. Por seu caráter incurável, é imprescindível a realização da vacinação em gatos e cães.

Deixe o seu comentário