7 de maio de 2015 • 5:21 pm

Política

Vereadores debatem em audiência publica regulamentação das cinquentinhas

Vereadores acreditam que a legalização acaba com a perseguição da polícia aos condutores.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Silvânio  Barbosa, vereador

Silvânio Barbosa, vereador

Dudu Ronalsa: vereador

Dudu Ronalsa: vereador

A Câmara de vereadores de Maceió realiza nesta sexta-feira (9), a partir das 9 horas da manhã, uma audiência pública para discutir o processo de legalização dos ciclomotores de 50 cilindradas, as populares cinquentinhas. A discussão é resultado de um requerimento conjunto dos vereadores Silvânio Barbosa (PSB) e Dudu Ronalsa (PSDB). Detran e Smtt também foram convidados a participar da audiência. Os condutores das cinquentinhas geralmente são perseguidos por agentes da lei nos bairros da periferia.

 Em abril, a Câmara aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 74/2014 de autoria do Poder Executivo, instituindo que as motos de baixas cilindradas sejam emplacadas junto à Smtt. Além da placa, será instalado um chip com todas as informações sobre o veículo e o seu proprietário. “Esse debate é importante porque precisamos discutir com a sociedade como será o processo de emplacamento, como vai acontecer a fiscalização e, sobretudo, quanto vai custar, destacou Silvânio Barbos.

 O preço do emplacamento das cinquentinhas sempre foi uma preocupação do vereador Silvânio Barbosa. Por diversas vezes, ele usou a tribuna da Casa de Mário Guimarães para defender um valor justo. “Não podemos esquecer que os principais usuários de cinquentinhas são trabalhadores de baixa renda, que já adquirem a moto com sacrifício para fugir do péssimo sistema de transporte coletivo ofertado em Maceió. Portanto, precisamos garantir uma cobrança compatível com essa realidade”, frisou Barbosa.

 Outra questão ressaltada pelo vereador do PSB é a segurança. “A legalização das cinquentinhas vai acabar com a perseguição dos órgãos de trânsito e da polícia, separando as pessoas de bem, de criminosos, que se utilizam dos ciclomotores para assaltar e traficar drogas na capital”, afirmou Silvânio.

Audiência nesta seta-feira

Audiência nesta seta-feira

Deixe o seu comentário