1 de outubro de 2015 • 12:41 pm

Blogs » Fátima Almeida

Câncer de mama: o direito ao tratamento para todas as Marias

Campanha chama a atenção para importância do diagnóstico precoce e do tratamento imediato.

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

logo-outubro-rosa-2015-260x180Mais de 12 mil mulheres morrem no Brasil, todos os anos, vítimas de câncer de mama, tipo oncológico mais incidente entre as brasileiras. O diagnóstico tardio, as dificuldades de acesso aos exames complementares e a demora do sistema de saúde – público e privado – em liberar o início do tratamento são as principais causas desses números mórbidos.
Garantir o acesso a exames preventivos; bem como a rapidez e eficiência no tratamento “para todas as Marias” é o foco da campanha Outubro Rosa 2015, lançado hoje, pela Rede Feminina de Combate ao Câncer em Alagoas e pelo Instituto de Mama Renascer.
Durante este mês, a campanha estará cobrindo de rosa edifícios e monumentos públicos; levando homens e mulheres a refletir e a vestir a camisa em defesa da causa, chamando a atenção para um problema que aniquila o corpo e a alma feminina, desestrutura a vida, afeta a família e mata a mulher. Mas que também tem cura, se diagnosticado e tratado a tempo e adequadamente.
A lei assegura a toda mulher, a partir dos 40 anos de idade, o direito à realização anual de mamografia, seja pela pela rede pública ou pelo plano de saúde; mais que isso, a lei garante à mulher diagnosticada com câncer de mama, o início do tratamento num prazo máximo de 60 dias. E esta uma questão decisiva entre a vida e a morte.
CUMPRA-SE, portanto!

Deixe o seu comentário