22 de Fevereiro de 2017 • 11:30 am

Educação » Maceió

Caos na Semed: parede de sala desaba e revolta os servidores

Péssimas condições de prédio já haviam sido denunciadas à Procuradoria do Trabalho

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Um mal estar generalizado tomou conta dos servidores públicos municipais lotados pela Secretaria de Educação, no prédio alugado da avenida Fernandes Lima, onde funcionava a loja de computadores Mondo.

Parede desaba em prédio da semed

Documento do Sinteal a PRT

A reforma “meia boca” que a Semed fez no local dividindo salas com meia parede de gesso revelou nesta quarta-feira, 22, às 9h30, a qualidade do serviço realizado, quando uma parede desabou no momento em que os servidores dava expediente normalmente. Por sorte não houve vítimas, mas o susto gerou insatisfação no ambiente.

Vários servidores se manifestaram contra a gestão municipal, acusando o desrespeito e falta de compromisso com a educação e, principalmente, com as pessoas que trabalham no local.

O prédio – As condições de trabalho do pessoal no prédio em questão já haviam sido denunciadas na Procuradoria Regional do Trabalho (PRT) pelo Sindicado dos Trabalhadores em Educação (Sinteal). No documento enviado à procuradoria em 25 de janeiro deste ano, a entidade destacou que o prédio não tinha saídas de emergências, nem extintores de incêndio, como também não tinha janelas, ar condicionados sem funcionar, sem estacionamento e sem segurança patrimonial, entre outros problemas.

Armário arrombado no prédio

Dias atrás, contam os servidores, armários de uma das salas foram arrombados. O fato deixou em evidência a total falta de segurança no local. Diante dos novos fatos, o Sinteal pretende ir agora ao Ministério Público Estadual contra a Semed e a Prefeitura de Maceió pela permanente exposição de riscos à saúde e à vida a que estão expostos os servidores da Secretaria Municipal de Educação.

Deixe o seu comentário