9 de junho de 2015 • 5:31 pm

Cotidiano

Casa de Direitos comemora um ano com mais de 2 mil atendimentos no Jacintinho

Além da Defensoria Pública, Procon e Agência Comunitária atuam no atendimento das demandas da comunidade .

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Por Elisa Azevedo
Atendimento à sociedade.

Atendimento à sociedade.

Inaugurada há um ano, a Casa de Direitos, localizada na Praça do Mirante, no bairro do Jacintinho, vem aumentando sua presença na comunidade e conquistando a confiança dos moradores da região. O local, que tem a presença da Defensoria Pública de Alagoas, oferece atendimento diário à comunidade do bairro Jacintinho e adjacência, das 8h às 14h.

Atualmente, 80% dos atendimentos na Casa são realizados pela equipe da Defensoria Pública. Isto quer dizer, que aproximadamente 200 pessoas,  por mês, são atendidas pelo defensor público Djalma Mascarenhas Alves Neto, responsável pelo atendimento no Núcleo Cível e na Casa de Direitos, e equipe de apoio, em busca de solução para diversas questões jurídicas, principalmente da área cível.

“Recebemos casos diversos, como área de família, posse e até casos relacionados a outros núcleos. Nestes casos procuramos atendê-los da melhor forma possível e encaminhá-los a outros defensores, se for necessário,” explica o defensor.

Apesar da grande procura, a maior parte dos casos da Casa de Direito são resolvidos sem a necessidade de judicialização. Segundo o defensor, por exemplo, a atuação na área de conciliação tem dado resultados. “Temos um percentual alto de conciliações, buscamos resolver os problemas das pessoas sem entrar com processos, damos uma solução rápida ao problema e evitamos que a ação chegue ao judiciário já tão abarrotado”, completa.

Para o defensor, ao longo do primeiro ano de trabalho, a comunidade se aproximou do local e já vê a Casa como um lugar onde buscar ajuda para resolver seus problemas. “Tem sido um ano de muito trabalho. Aos poucos conquistamos a confiança das pessoas. Agora elas nos procuram porque sabem que aqui daremos respaldo para que seus direitos sejam respeitados, elas têm um braço amigo para resolver seus problemas de forma rápida e eficaz”, disse o coordenador.

Além da Defensoria Pública, a Casa de Direitos oferece atendimento do Procon, Secretária de Trabalho, Agencia Comunitária e Defensoria Pública da União. Além de cursos voltados a população, como capacitação de empregadas domésticas, política de gênero, entre outras.

Deixe o seu comentário