3 de junho de 2015 • 6:50 pm

Maceió

Casal suspende abastecimento no Feitosa para tentar resolver problemas crônicos

Manutenção em bomba da estação e suspeita de fissura em concreto

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

VazamentoMais uma vez cerca de trinta mil moradores do bairro do Feitosa, em Maceió, ficarão sem o abastecimento de água, a partir da noite desta quarta-feira (3). A informação é da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), que ainda tenta resolver o problema da bomba na estação que abastece todo o bairro e as regiões circunvizinhas.

Aproveitando a paralisação, eles também afirmam que vão solucionar o problema de um vazamento na adutora localizada na Avenida Governador Lamenha Filho.  Esse segundo problema tem a ver com um extravasamento da bomba. A Casal garante  que o ‘time’ da bomba está quebrado e ela acaba enchendo a caixa demais. O estranho é que o vazamento é exatamente no meio do concreto, e não na parte mais alta. Moradores suspeitam até de uma provável fissura.

Segundo a Casal, os serviços serão normalizados às 12 horas desta quinta-feira, dia 4. Por isso, a companhia pede a compreensão de seus usuários, ressaltando que o abastecimento para tais locais retornará gradativamente após a reativação do sistema.

Manutenção no Agreste

Já na próxima terça-feira, dia 9, os trabalhos do antigo sistema Agreste será interrompido a partir das 4 da manhã, para a manutenção e recuperação de adutoras e estação de tratamento, a fim de ampliar o fluxo de água e melhorar o abastecimento da região. A paralisação vai durar 72 horas, com previsão de volta para sexta-feira (12).

Segundo o gerente da Unidade de Negócio Agreste da Casal, Tácito Marques, o serviço vai afetar o fornecimento de água das cidades de Campo Grande, Feira Grande, Lagoa da Canoa e Arapiraca (parte baixa, que compreende os seguintes bairros: Baixão, Boa Vista, Brasília, Cacimbas I e II, Canafístula, Centro, Guaribas, Itapuã, Jardim Tropical, Manoel Teles, Nova Esperança, Olho d’Água dos Cazuzinhos, Ouro Preto, Poço Frio, Primavera, São Luiz I e II, Verdes Campos, Brisa do Lago, e Zélia Barbosa, além do Sítio Alazão).

Ainda de acordo com a gerência da unidade, os municípios de Craíbas, Coité do Nóia e Igaci, além da parte alta de Arapiraca, terão o fornecimento inalterado, visto que o novo sistema adutor do Agreste continuará funcionando normalmente.

1 Comentário

  1. irv disse:

    timer – temporizador.

Deixe o seu comentário