15 de junho de 2016 • 1:32 pm

Interior » Justiça

Caso Eric Ferraz: Câmara Criminal acata pedido e julgamento será em Maceió

Acusação pediu o desaforamento, temendo influência dos acusados na cidade de Viçosa, onde o crime aconteceu

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Erick Ferraz

O julgamento de Judarley Leite de Oliveira, acusado de envolvimento na morte do modelo Eric Ferraz, ocorrida em janeiro de 2012, não será mais na cidade de Viçosa, onde o crime aconteceu. Atendendo a solicitação dos familiares da vítima, formulado por meio do assistente de acusação, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) aprovou, nesta quarta-feira (15), o desaforamento do juri para a cidade de Maceió.

Os argumentos da acusação, de que a influência da família do réu na pequena cidade do interior, poderia refletir na decisão do corpo de jurados, foram acatados pela Câmara Criminal.

“O recorrente é morador de cidade pequena, temido na região e sua família tem forte influência política, além de que seu irmão (também réu) é policial civil, razão pela qual considero que esses fatos induzem a conclusão de que a transferência do julgamento se mostra razoável”, afirmou o relator do processo, desembargador João Luiz Azevedo Lessa.

O crime ocorreu durante a festa de Réveillon de 2012, na praça central de Viçosa. De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP/AL), a vítima foi baleada após desentendimento com os irmãos Judarley e Jaysley Leite de Oliveira. “O indivíduo se dirigir a uma festa de fim de ano portando uma arma de fogo já demonstra o temor que o réu causa perante os cidadãos daquele município”, destacou o desembargador, afirmando a necessidade de garantir que o Conselho de Sentença seja o mais justo possível e que seja absolutamente imparcial.

 

Deixe o seu comentário