25 de Janeiro de 2017 • 11:18 am

Saúde

Chinkungunya vai atacar 350 mil maceioenses e incapacitar 100 mil pessoas

Previsão foi feita durante simpósio de saúde da Santa Casa de Maceió

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Chikungunya deve atacar este ano cerca de 350 mil maceioenses, dos quais 100 mil deverão apresentar dores crônicas incapacitantes terríveis.

A conclusão é do médico reumatologista George Basile, presidente nacional da Sociedade Brasileira de Reumatologis (SBR), durante palestra no 2º Ciclo de Arboviroses promovido pela Santa Casa de Maceió, em parceria com a SBR e Sociedade Alagoana de Reumatologia (SAR), dirigida pelo infectologista Celso Tavares.

Aedes: proliferação total

Durante  evento os médicos participantes foram informados que os mosquitos Aedes aegypti estão se multiplicando na cidade por falta de uma política de controle mais ousada das instituições municipais de saúde. 

Diante do quadro, a dengue e a Zika devem se proliferar, com o agravante da Chikungunya que tende a incapacitar as pessoas . Em função da pesquisa realizada pelas entidades sobre a proliferação das doenças, na  Santa Casa um grupo de médicos está se preparando para este cenário.

Em todo o caso, as entidades médicas estão apelando para a Prefeitura de Maceió cumprir suas ações preventivas e combater o mosquito para evitar a proliferação das doenças..

Deixe o seu comentário