7 de Maio de 2015 • 5:20 pm

Bleine Oliveira

Cidadania, m… e políticos corruptos!

Uma enquete do senado Federal quer saber se os brasileiros são a favor ou contra a inclusão de Cidadania como disciplina obrigatória na grade curricular do Ensino Médio. Até agora,…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
O voto computado

O voto computado

Uma enquete do senado Federal quer saber se os brasileiros são a favor ou contra a inclusão de Cidadania como disciplina obrigatória na grade curricular do Ensino Médio.

Até agora, das mais de 750 pessoas que votaram, 87,4% são a favor do projeto que inclui essa nova disciplina na Lei de Diretrizes e Bases da Educação. A iniciativa é do senador Raguffe (PDT/DF).

O Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 38/2015 está na Comissão de Educação, aguardando designação de relator.

A proposta altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, estabelecendo prazo de três anos letivos para que os sistemas de ensino se adaptem às exigências estabelecidas.

Votei a favor! Creio que, se ensinada na escola, a cidadania pode vir a ser uma realidade em nosso País.

O povo pode aprender quais são os seus direitos e deveres.

Pode aprender por exemplo que os direitos que temos foram conquistados, que não são um favor dos governantes ou parlamentares. Aprenderá também que a cidadania é construída a partir da nossa organização e participação na vida social de nossa rua, cidade e Estado.

Se tivéssemos consciência cidadã, a merda que jorrou dos prédios ricos para o mar da Jatiúca teria seus responsáveis identificados e punidos!

Se tivéssemos cidadania, prefeitos como Flaubert Torres Filho (Pros), de Viçosa, e Cristiano Matheus (PMDB), de Marechal Deodoro, já estariam condenados e presos.

É assim!

1 Comentário

  1. Antonio Rocha disse:

    Prezada Jornalista, é a ausência da consciência de cidadania que, como você bem exemplificou, não deixou que o povo gritasse contra a poluição causada no lançamento dos esgotos nas praias da Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca, localizadas nos mesmos bairros de onde saiu a maioria de “cidadãos” mais exaltados (de forma justa), nos protestos contra a corrupção em nosso País. Na prática, essa “consciência de cidadania” de alguns cidadãos não serve para que olhem os seus próprios “rabos” e mazelas que causam à natureza e à sociedade.

Deixe o seu comentário