11 de agosto de 2017 • 1:16 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Civilidade, trânsito e o papel da SMTT/Maceió

Entre os problemas do trânsito de Maceió, fechar cruzamento é um dos mais comuns.

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Logo cedo, é preciso enfrentar cruzamento fechado, na Avenida Fernandes Lima

Entre outros conceitos, civilidade pode ser entendida como o respeito pelas normas de convívio entre os membros de uma sociedade organizada.

Simples, né?

Porém, muitos ainda ignoram essa regra de convivência.

No trânsito de Maceió, por exemplo, vemos sucessivos exemplos de comportamento contrário às mínimas regras de civilidade.

É inaceitavelmente comum vê-se nas principais avenidas da cidade, condutores avançando sinal, parando em cima da faixa de pedestres, fechando cruzamentos.

Fechar cruzamento, então… punossasinhora,  parece uma necessidade de boa parte dos condutores por aqui!

Mesmo quando o sinal está verde, não é civilizado seguir se o carro à frente não avançou, e você pode fechar o cruzamento!

Entretanto, é o que mais se vê: cruzamento fechado.

Essa é uma situação que pode ser resolvida de modo bem simples.

Basta a SMTT colocar seus agentes para fiscalizar o trânsito logo no início da manhã.

Todo mundo lembra quando a Avenida Fernandes Lima, onde mais se fecha cruzamento, era uma rodovia federal. Nos horários de pico, os agentes da Polícia Rodoviária Federal, a valorosa PRF, ficavam postados em vários trechos, impedindo essa prática irregular.

Ninguém ousava avançar sinal, nem seguir sem que o trecho à frente estivesse livre.

Um dos principais corredores de trânsito de Maceió, essa avenida foi municipalizada, e o que se vê é um número elevado de infrações. A Fernandes Lima vive congestionada, e é nela onde se registram altos índices de acidentes, como colisões e atropelamento de pedestres.

Diante do exposto, seria demais pedir fiscalização?

Misericórdia!

Deixe o seu comentário