13 de maio de 2015 • 11:09 am

Esportes

Confiança é a arma do CRB para encarar o Grêmio na Copa do Brasil

O Galo encara o Grêmio na noite de hoje no Estádio Rei Pelé pela Copa do Brasil e aposta no bom momento do time para conseguir passa de fase na…

Por: Roberto Boroni
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Galo aposta no bom momento para superar o Grêmio na Copa do Brasil (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

O Galo encara o Grêmio na noite de hoje no Estádio Rei Pelé pela Copa do Brasil e aposta no bom momento do time para conseguir passa de fase na competição. O jogo terá seu início às 19h30 e tem como uma das suas principais atrações a presença em Maceió do ex-técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, que deu na capital alagoana seus primeiros passos como treinador de futebol, quando treinou o CSA em 1982.

Para este difícil confronto contra o tricolor gaúcho o técnico do CRB, Alexandre Barroso, não poderá contar com o meia Clebinho e o zagueiro Gabriel. O primeiro por já ter atuado na Copa do Brasil pelo ABC está impossibilitador de atuar nesta competição pelo Galo, já o xerife regatiano ainda se recupera de uma lesão na coxa e só deve estar disponível para enfrentar o Botafogo pela Série B.

Barroso ainda não divulgou o time para o jogo de hoje, mas a tendência é que o CRB entre em campo com a seguinte formação: Júlio César; Paulo Sérgio, Daniel Marques, Audálio e Gleidson Souza; Olívio, Glaydson, Leandro Brasília e Fernando; Maxwell e Zé Carlos.

O Grêmio também chega para esse jogo com problemas, pois não terá o centroavante Yuri Mamute, convocado para a Seleção Sub-20, e o seu reserva imediato, o chileno Bryan Rodriguez também não joga por estar lesionado. Pressionado pelos fracos resultados do início do ano, Felipão deve mandar a campo a seguinte escalação: Marcelo Grohe; Rafael Galhardo, Geromel, Rodolpho e Marcelo Oliveira; Wallace, Maicon, Giuliano e Douglas; Luan e Pedro Rocha.

Apita o jogo em Maceió o baiano Marielson Alves Silva, sendo auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Marcos Welb Rocha de Amorim, ambos da Bahia.

Deixe o seu comentário