3 de Janeiro de 2018 • 10:13 am

Blogs » Pequeno Polegar

Considerado comunista, o preço da gasolina e as piabas de Geni Maravilha

Com o preço da gasolina pela hora da morte, Considerado briga com ‘coxinha’ e é rotulado de ‘esquerda caviar’, comedor de piaba.

Por: Pequeno Polegar
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Considerado acordou nesta quarta-feira, 3, disposto a tomar um banho de mar no Francês. Ligou para os amigos de sempre e apenas Geni Maravilha topou ir com ele. Geni é um caboclo sertanejo de quase 1,90m que topa qualquer parada quando o assunto é diversão a 0800.

O mar anda de fato mais que convidativo. E no Francês a turistada se esbalda na areia fina e nas águas mornas do lugar. Considerado pediu o carro da avó e ela lhe entregou a chave com uma observação providencial. “Bote gasolina que só tem o cheirinho”, disse.

Liso, ele ligou para Geni e apelou para irem no carro do amigo. Mão fechada, ele recuou: – Você me convida e agora eu tenho que ir no meu carro para ser seu motorista? Te enxerga moleque!

Depois dessa, sem que avó Nildinha desse conta, Considerado deu um baculejo de R$ 20,00 na carteira dela. O dinheiro da gasolina. Saiu de carro com Geni e foram abastecer. Entregou o dinheiro e o frentista foi rápido.

-Já colocou meu amigo?

-Já sim, senhor.

-Tão rápido.

-O senhor chega com R$ 20 e a gasolina está de R$ 4,28 o litro…

Foi aí que ele se tocou. O dinheiro só deu para 4,6 litros. Com essa quantidade de gasolina até chegariam na praia do Francês, mas voltar só se fosse empurrando o carro. Geni Maravilha reagiu:

-Ah irmão, assim não vai dar não.

-Por que não vai dar?

-Não está vendo que a gente vai ficar no meio do caminho?

-Se fosse no carro do Batoré você ia.

-Mas o Babá só anda de tanque cheio…

Irritado, Considerado passou a xingar meio mundo de gente. Danou-se a falar do cartel dos postos de combustíveis, atacou o governo por que o Estado tem a gasolina mais cara do País, esculhambou o prefeito por causa dos pardais espalhados na cidade e, de repente, se virou para Geni Maravilha e disparou:

-A culpa é sua.

-Por que a culpa é minha?

-Por que você é um coxinha filho da puta.

-E daí, eu por acaso sou dono de posto de gasolina?

-Mas foi bater panela lá em Maravilha para botar esse vampiro do Temer no Planalto.

-Eu bati panela coisa nenhuma.

-Bateu sim e agora está aí caladinho, com as panelas todas sujas.

-Quer saber, não vou sair com você mais não seu comunista…

-E você eleitor do Bolsonaro, aquele imbecil de galocha.

-Você diz isso mas sua avó vai votar nele.

-Não fale de minha avó.

-É melhor eu ir embora mesmo, por que você, sua avó e agora o Fumacê, namorado dela, é tudo comunista.

-Vamos parar de brigar e a gente vai lá para tua casa, tu assas aquelas piabas que trouxesses de Maravilha, a gente chama o Batoré e faz a farra.

-Eu não falei? Isso é típico da esquerda caviar que quer viver na moleza comendo as coisas dos outros.

-E quem foi que disse que eu quero lhe comer coxinha FDP?

 

 

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário