13 de Janeiro de 2016 • 3:32 pm

Economia

Consumidor que gerar energia renovável terá isenção de ICMS

Estado adere à política de incentivos prevista em convênio do Conselho Nacional de Política Fazendária

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

energia renovávelNotícia boa. Os geradores de energia em Alagoas devem receber incentivo para utilizarem fontes renováveis. Por meio de convênio firmado no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), o Estado aderiu a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos créditos de energia gerados por unidades consumidoras que se enquadrem nas categorias de mini e micro geradores. 

O convênio do Confaz prevê a expansão da geração de energia distribuída através da utilização de equipamentos, como placas solares em telhados e mini aerogeradores, impulsionando o país à produção de energia de fontes renováveis pelos próprios consumidores.

As categorias que definem quem poderá receber a isenção estão estabelecidas na resolução nº 482, da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Para o superintendente de Energia e Mineração da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Bruno Sardeiro, a medida atua como principal incentivo a fim de garantir o desenvolvimento econômico equilibrado e sustentável para o país.

 “A equipe da Sedetur trabalhou junto à Secretaria da Fazenda (Sefaz) e aos empresários do setor de energia, analisando os impactos e os benefícios alcançados pelo incentivo à geração distribuída. A intenção é que Alagoas aproveite ao máximo seu potencial de geração de energias de fontes renováveis”, afirma Bruno Sardeiro.

Dentre os estados que aderiram a isenção, estão o Acre, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Completa a lista os estados de Goiás, Pernambuco, São Paulo, Rio Grande do Norte, Ceará e Tocantins, que já não cobravam o imposto.

 

Deixe o seu comentário