30 de julho de 2016 • 7:54 pm

Maceió » Política

Convenção do PSDB marca o reencontro de Ronaldo Lessa e Téo

Téo disse que Ronaldo deixou um rombo de R$ 400 milhões no governo; E Ronaldo chamou Vilela de “cara de buraco”.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Na convenção do PSDB, que homologou a candidatura do prefeito Rui Palmeira à reeleição, o ponto alto ficou por conta do encontro do deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) e do ex-governador Teotonio Vilela (PSDB), que, nas campanhas politicas de 2010 e 2012 era chamado pelo próprio Lessa como um “cara de buraco” corrupto.

Téo e Ronaldo, em nome da política

Téo e Ronaldo, em nome da política

“Cara de buraco” numa alusão aos problemas de pele no rosto do ex-governador. Em nome da política, eles esqueceram tudo e se aliaram em torno do projeto tucano de poder. Vilela, quando assumiu o governo do Estado, após suceder Lessa, anunciou na imprensa que tinha herdado do prórpio Lessa um rombo nas contas públicas na ordem de R$ 400 milhões.

Na convenção deste sábado, 30, nada disso foi levado em consideração. Unidos, todos disseram que o governo Rui Palmeira foi infinatemente melhor do que o do arquirrival, Cícero Almeida (PMDB), já polarizando a disputa eleitoral na capital.

Rui Palmeira inclusive desafiou: -“Pode comparar a minha gestão. A gente fez muito mais em quatro anos do que os  de Almeida nos dois mandatos”.

Além do PSDB, Rui conseguiu criar um chapão formado pelos partidos PP, PDT, DEM, PPS, PR e PROS. A ideia do tucano é eleger, ao menos, 12 vereadores para a Câmara Municipal nas eleições de outubro deste ano. .

Deixe o seu comentário