22 de Maio de 2015 • 7:47 am

Blogs » Fátima Almeida » Política

Corte no orçamento pode esgarçar ainda mais o tecido político no Palácio Central

R$ 69 bilhões. É o tamanho do corte que o governo federal quer fazer no próprio orçamento para enfrentar a crise financeira e cumprir a meta fiscal de 2015. Para…

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

R$ 69 bilhões. É o tamanho do corte que o governo federal quer fazer no próprio orçamento para enfrentar a crise financeira e cumprir a meta fiscal de 2015.

Para isso, vai ter que ajustar metas sociais. O pacote fechado ontem à noite será anunciado nessa sexta-feira (22), e atinge todas as áreas, inclusive aquelas mais nevrálgicas, como a educação e a saúde.

E pode respingar, também, na já conturbada relação com o Congresso. De acordo com o que ficou desenhado, desses R$ 69 bilhões de cortes em gastos projetados para este ano, R$ 20 bilhões sairão de emendas orçamentárias com que deputados e senadores esperavam contemplar suas bases eleitorais.

Com certeza o Palácio Central vai precisar de muita habilidade para não deixar romper o já esgarçado tecido político que dá cobertura ao governo.

REBELDIA

Aliás, pelo andar da carruagem, depois de ajustes fiscais, políticos e sociais, o governo vai precisar de muito mais do que agulha e linha para remendar as relações na base aliada. Os mais recentes movimentos dentro do PT dão sinais claros de que os habitantes do Alvorada já não dão conta nem de conter o próprio rebanho.

1 Comentário

  1. Armando disse:

    Resumindo, corte no orçamento significa paralisação de obras e projetos nos estados. E cortar ministérios inoperantes NADA!!!!!

Deixe o seu comentário