27 de abril de 2015 • 11:18 pm

Esportes

Coruripe ganha vaga para a final no Rei Pelé e acaba com o ano do CSA

O Coruripe é o primeiro finalista do Campeonato Alagoano. A vaga para ir em busca do bicampeonato veio depois de uma grande vitória sobre o CSA por 2 a 1,…

Por: Roberto Boroni
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Coruripe joga melhor e elimina o CSA em pleno Rei Pelé (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

O Coruripe é o primeiro finalista do Campeonato Alagoano. A vaga para ir em busca do bicampeonato veio depois de uma grande vitória sobre o CSA por 2 a 1, na noite desta segunda-feira, no estádio Rei Pelé. Com o resultado o Hulk não só passou para a final como, também, conquistou vagas para a Série D deste ano e Copa do Brasil e Campeonato do Nordeste de 2016.

Foi mais uma daquelas noites para o torcedor do CSA esquecer, apesar da torcida fazer sua parte e comparecer em grande número, a equipe azulina não soube transformar o apoio recebido das arquibancadas em bom futebol e viu o time ficar sem calendário e ver o seu ano acabando, mais uma vez, no mês de abril.

O jogo começou com o CSA tendo o domínio territorial e pressionando o Coruripe em seu campo de defesa. Sem criar grandes chances o CSA viu o adversário começar a gostar do jogo e levar perigo através de contra-ataques puxados por Djalma e Aurélio. E foi em um deles que o alviverde abriu o marcador aos 15 minutos do primeiro tempo, quando depois de uma linda jogada que culminou com um belo gol do atacante Djalma.

Vendo a desvantagem aumentar, o CSA buscou empatar logo e seguida e teve duas grandes chances com o atacante Reinaldo Alagoano. Apesar da pressão que sofria, o Coruripe se mostrava muito consciente do que queria e viu novamente Djalma, o melhor em campo, puxar mais um contra-ataque e deixar Aurélio livre para marcar os segundo gol da equipe aos 33 minutos.

Segundo tempo

O CSA voltou para  etapa final buscando sufocar o Coruripe e em 5 minutos encurralou o Hulk e teve um escanteio atrás do outro. E de tanto pressionar, foi em uma bola parada que aos 12 minutos do segundo tempo o zagueiro Samuel marcou o gol que trouxe a esperança de novo para a torcida azulina.

Depois do gol, a partida se transformou em jogo de ataque contra a defesa, onde o CSA ficou com a posse de bola e passou a pressionar ainda mais o Coruripe, mesmo que de forma desorganizada. Não conseguindo entrar com qualidade na área adversária, o time azulino começou a arriscar de longa distância e teve nos chutes do meia Rafael Granja suas melhores oportunidades para empatar.

O Hulk se defendeu bravamente, e mesmo com uma equipe bastante desfalcada segurou o CSA até o final do jogo e garantiu um calendário repleto de competições para o clube e a chance de conquistar mais um título estadual para a cidade de Coruripe.

Para o CSA ficou a certeza de que sem levar a sério o seu lema “União e Força” o clube azulino irá continuar acumulando grandes decepções para sua torcida.

 

Deixe o seu comentário