24 de maio de 2016 • 12:47 pm

Política

Costureiras se organizam para criar cooperativa em Jacaré dos Homens

Há cerca de 10 anos, o grupo de mulheres do Alto da Madeira constituiu uma cooperativa para comercialização de artesanato. Era um projeto conduzido por religiosos, que acabaram se afastando.

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

CostureirasNeste sábado, 28, um advogado e uma instrutora do Sistema OCB/AL estarão no povoado Alto da Madeira, no município de Jacaré dos Homens, para orientar um grupo de 30 mulheres sobre os processos de constituição de uma cooperativa e de capacitação em corte e costura.

“O povoado é muito carente e as mulheres têm muita vontade de contribuir com a renda familiar costurando. Vamos nos mobilizar para que dê certo”, disse Rita de Cássia, 55, aposentada, e uma das futuras cooperadas.

Em uma oficina realizada no último dia 21, elas aprenderam o que é uma cooperativa, o que é cooperativismo, seus princípios e valores. “Resumindo em uma palavra, cooperativa é uma empresa. Como qualquer outro negócio, ela precisa de gestão profissionalizada sob as perspectivas contábil, financeira e de planejamento, precisa também de equilíbrio financeiro e sustentabilidade”, explica a superintendente do Sistema OCB/AL, Márcia Túlia.

Há cerca de 10 anos, o grupo de mulheres do Alto da Madeira constituiu uma cooperativa para comercialização de artesanato. Era um projeto conduzido por religiosos, que acabaram se afastando. Os produtos acumularam e as mulheres foram perdendo o interesse.

Para a superintendente do Sistema OCB/AL, a experiência passada mostrou que, como uma empresa, uma cooperativa não pode ter apenas um cliente. “Aumentar a carteira de clientes é fundamental para o equilíbrio financeiro e crescimento de todo negócio”, pontua. Márcia Túlia explica também que os cooperados são os donos da cooperativa e que, por isso, precisam compreender todo seu funcionamento e gerenciamento, além dos direitos e deveres como sócios cooperados.

Deixe o seu comentário