6 de outubro de 2015 • 11:10 pm

Esportes

CRB: emoção, talento e garra contra o pernambucano Santa Cruz

É como diz dona Santina, lá em Paulo Jacinto: “É o meu galo, doutor”…

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

crb paixãoEmocionante. Não há outra palavra para dizer o que foi esse jogo do CRB contra o Santa Cruz do Recife, aqui em Maceió, em pleno gramado do Trapichão.

Um jogo de time grande. Pra cima, objetivo, reto, direto em busca do gol. E não é à toa que foram cinco gols na partida. Venceu o melhor da noite. Venceu o CRB, merecidamente, pelo futebol que apresentou e por ter o artilheiro do campeonato brasileiro da série B, com 15 gols.

Seu nome? Zé Carlos, o Zé do gol. Não negou fogo e fez dois.

O Santa Cruz com Grafitte e companhia limitada foi um adversário de nível, mas não resistiu a pressão do galo da Pajuçara, ou do galo da Barra de São Miguel, ou ainda o galo de campinas, o melhor de Alagoas.

Como diz dona Santina, lá em Paulo Jacinto: – É o meu galo doutor!

Está fazendo bonito no gramado e há sete partidas não perde para ninguém. Nos dois últimos jogos aplicou 3 gols em cada um dos adversários que enfrentou.

Todos tinham certeza que o jogo com o Santa Cruz seria difícil devido a rivalidade entre os Estados vizinhos. Mas, em nenhum momento a torcida regatiana deixou de acreditar na vitória.

E quer saber o melhor? O CRB também não. E os jogadores provaram isso no gramado, jogando com garra, talento e muita aplicação tática. CRB 3 e Santa Cruz 2.

Foi demais galo! Avante que a nação alvirrubra quer mais.

Deixe o seu comentário