17 de outubro de 2017 • 10:53 pm

Esportes

CRB joga melhor, mas só empata em casa contra o Náutico

Jogo válido pela Série B terminou 2×2; Nos acréscimos o Galo ainda teve um gol anulado pelo arbitragem e está a apenas 2 pontos do Z4

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Estádio Rei Pelé foi palco de um grande jogo, na noite desta terça (17) pela 30ª rodada da Série B do Brasileirão, mas o resultado não foi ideal para nenhum dos dois times: CRB e Náutico empataram em 2 a 2 e seguem complicados na tabela.

CRB dominou partida contra Náutico, mas teve dificuldades na hora de marcar.

O CRB, que ficou duas vezes atrás do placar na partida, tem 37 pontos e terminou a rodada na 14ª colocação. A diferença para a zona de rebaixamento é de apenas dois. A situação do Náutico é mais complicada. Na penúltima colocação, com 27, o o time pernambucano depende de um milagre para escapar da degola.

O jogo

Com o desfalque de última hora de Dico, que sentiu um desconforto na coxa direita, o Náutico entrou em campo sem atacantes de origem. O CRB, que não tinha nada a ver com isso, já nos 15 primeiros minutos fizeram o goleiro dos visitantes trabalhar pelo menos tres tevez, enquanto que João Paulo testou no canto e a bola passou rente à trave.

Porém, no futebol, quem não faz toma e logo na primeira subida do Náutico, o placar foi aberto. Sueliton arriscou de longa distância aos 28 minutos e contou com uma grande falha de Edson Kölln, que espalmou para dentro da própria meta.

A pressão do CRB continuou mesmo depois do Náutico abrir o placar. Aos 47, João Paulo ficou com a sobra e soltou uma bomba no ângulo de Jefferson, que dessa vez não conseguiu fazer a defesa.

A velocidade com que o CRB armava seus contra-ataques contrastava com a lentidão do Timbu para sair da defesa e chegar até o campo adversário. Tudo indicava que, uma hora, a bola entraria. E entrou. Mas do outro lado. Em uma jogada quase despretensiosa, Sueliton arriscou um chute de perna esquerda. Seria uma defesa simples para Edson Kolln, mas o goleiro levou um “frango” ao tentar encaixar a bola. Eficiência que venceu a insistência.

O placar mudou, mas o jogo permaneceu com o mesmo cenário: CRB pressionando e Timbu fechado. O Galo colecionou inúmeros cruzamentos na área, mas as cabeçadas não acertam o alvo. O resultado foi caprichar com o pé. No final da primeira etapa, João Paulo acertou um chute no ângulo de Jefferson, deixando tudo igual no Rei Pelé.

No segundo tempo, o CRB continuava sufocando o Náutico. O time da casa partia rápido e forte para cima dos visitante, mas a bola não entrava. O goleiro Jefferson era um dos grandes nomes da partida, como quando com grande reflexo salvou um cabeceio de Zé Carlos.

O CRB dominava na posse de bola, mas não caprichava nas finalizações. E a lei máxima foi lembrada novamente aos 36 do segundo tempo, quando Leílson desceu pela direita e cruzou para Bruno Mota colocar o Timbu na frente.

Superior em campo, o CRB sairia derrotado de campo não fosse uma falha justo do arqueiro do Náutico: Jefferson saiu mal do gol e soltou a bola nos pés de Neto Baiano, que impiedoso empatou aos 40 do segundo tempo.

E como se a emoção não fosse suficente, Nos acréscimos, o CRB ainda teve um gol anulado pelo arbitragem. E ficou nisso: CRB 2 x 2 Náutico.

Os dois times voltam a campo na sexta-feira pela 31ª rodada. O CRB recebe o Boa Esporte, às 20h30, no Rei Pelé, em Maceió. No mesmo horário, o Náutico enfrenta o lanterna ABC, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru.

Deixe o seu comentário