1 de outubro de 2016 • 8:22 pm

Esportes

CRB vence o Bragantino fora de casa e mantém vivo o sonho de voltar ao G-4

Galo ganhou de virada do Bragantino

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O CRB não foi brilhante e apresentou falhas clamorosas em sua defesa. Mas, só precisou jogar um bom futebol durante três minutos para vencer o Bragantino fora de casa.

O galo ganhou de virada. 2 a 1. Não fez uma partida brilhante e em diversos momentos preocupou a sua torcida, sobretudo, pelos tropeços de sua zaga. O Bragantino teve direito a pênalti e mais duas chances de gols não convertidos no primeiro tempo por falhas da defesa regatiana. Mas, no final deu galo, para o alívio geral da imensa nação regatiana. Assim, o galo reacendeu a esperança de reconquistar uma vaga  no G-4 da série B do campeonato brasileiro.

O detalhe é que o CRB, que não vencia há cinco rodadas, reencontrou o caminho da vitória e, com o resultado, mantém vivo o sonho do acesso para a elite do futebol nacional. Agora com 43 pontos, o clube tem apenas um a menos que o último integrante do G4.

O galo da praia agora joga contra o Atlético-GO, vice-líder, no Estádio Rei Pelé na próxima terça-feira e o time convoca a torcida para ter o incentivo necessário para conquistar mais uma vitória.

O jogo – Logo no primeiro minuto o Bragantino já teve a chance de comemorar o pênalti, marcado após falta de Juliano. Adalberto perdeu a bola na área e o goleiro acabou derrubando Rafael Grampola, que vinha com perigo para o gol. O sonho, no entanto, logo se transformou em pesadelo: Bruno Pacheco pegou mal na bola e desperdiçou a cobrança, mandando por cima do gol e desesperando o banco dos donos da casa.

Aos oito minutos, o Massa Bruta teve nova chance de marcar, desta vez com Watson. O meia se aproximou da meta e tocou na saída de Juliano, mas a bola não entrou. Aos 19, foi a vez do CRB tentar abrir o placar. Matheus Galdezani recebeu bom passe na entrada da área, mas chutou com pressa e mandou para longe do gol.galoemsp

Em mais um vacilo da zaga regatiana, Rafael Grampola ficou cara a cara com Juliano aos 22 minutos. O atacante conseguiu tirar o arqueiro da jogada, mas mandou para fora, desperdiçando outra excelente oportunidade. Aos 29, Watson protagonizou um lance parecido e também bateu para fora, jogando fora outra chance.

Aos 32 minutos, finalmente, o Bragantino conseguiu abrir o placar. André Rocha fez bom cruzamento para Watson, que subiu no meio da defesa do CRB e cabeceou para o chão, deixando o goleiro sem chances de defesa.

A felicidade, porém, durou pouco. Aos 35 minutos, Marcos Martins chegou pela direita e cruzou para Matheus Galdezani, que marcou de cabeça e empatou para o CRB. Para afundar o Bragantino, no minuto seguinte, Marcos Martins invadiu a área e bateu para o gol. A bola desviou na zaga e balançou, novamente, as redes do goleiro Renan Rocha.

Depois de um primeiro tempo tão movimentado, a segunda etapa deixou a desejar. Abalado com a reação do CRB, o Bragantino, que comandou a maior parte da primeira metade do jogo, parou de criar.

Aos 16 minutos, Diego Jussani, mal no jogo, recuou. A bola desviou no atacante do Bragantino e o arqueiro Juliano segurou com as mãos. O árbitro, porém, marcou dois toques dentro da área do CRB. Inconformado, o técnico Mazola Júnior reclamou muito da arbitragem e foi expulso do banco de reservas.

Com o apito final se aproximando, o Bragantino acordou e voltou a pressionar. Aos 34 minutos, Marcão aproveitou o passe de Claudinho e cabeceou bem para o gol. Juliano se esticou e fez ótima defesa para o CRB. Aos 43, Marcão deixou o lateral Bocão para trás e chutou forte, mas Juliano, novamente, salvou o time do galo que agora tem 43 pontos e encosta no G-4. .

Deixe o seu comentário


Publicidade