19 de julho de 2016 • 7:43 am

Saúde

Crise: Mais de 910 clientes deixam planos de saúde só este ano

Segundo a ANS, os prestadores de serviço de saúde perderam 1,5 milhão de clientes nos últimos 12 meses

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Em meio a uma das mais graves crises econômicas da história, planos de saúde que atuam no Brasil perderam 910.221 clientes entre janeiro e junho deste ano. Para se ter uma ideia do desfalque, os assistidos por planos de saúde eram 49.390 milhões em dezembro de 2015, número que caiu para 48.487.129 milhões no mês passado (queda de 1,84%). As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (18) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Veja abaixo a tabela com um resumo do quadro.

Planos perdem clientes

Planos perdem clientes

Nos últimos 12 meses, informa a ANS, os prestadores de serviço de saúde perderam 1,5 milhão de clientes. Eram 50.129.325 milhões os usuários de planos em junho de 2015.

Os registros de desemprego nos últimos meses estão diretamente relacionados à queda de clientes. Além da questão do desemprego – que em tese leva à perda automática do plano, caso o beneficiário não continue pagando suas despesas –, há a situação em que alguns convênios são custeados integralmente pelas empresas que, devido à crise, deixam de custear o benefício.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de desempregados no país totalizou 11.410 milhões entre março e maio. Como efeito, planos de saúde perderam 98,7 mil usuários, ainda segundo os dados da ANS, quando comparados os número de março com os de maio (naquele mês, os contemplados por convênios eram 48,5 milhões).

Na contramão do resultado geral, seis estados registraram aumento no número de beneficiários de planos de saúde em relação a maio: Amazonas, Bahia, Pará, Piauí, Rio Grande do Sul e Tocantins. Já a variação anual revela queda de 3,2% no número de clientes (eram 50.129.325 milhões em junho de 2015) e aumento de 1,9% nos planos odontológicos (21.549.811 milhões no mesmo período).

Deixe o seu comentário