1 de julho de 2016 • 10:21 am

Brasil » Política

Cunha recua e diz a aliados que não vai renunciar na Câmara dos Deputados

Deputado processado no STF diz que não tem nenhum porta voz para falar do tema renúncia.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Apesar  da pressão pela renúncia do presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), nas redes sociais, o parlamentar reforça o que já vem afirmando nos últimos meses. “Mais uma vez reafirmo que não irei renunciar”, disse no Twitter.

A expctativa de Cunha é que o presidente interino, Michel Temer, cumpra o que acertou com ele e lhe salve o mandato. Para fazer isso, Temer tem que parar a operação Lava Jato, onde o presidente o deputado carioca já responde a vários processos.

Cunha diz que não renuncia

Cunha diz que não renuncia

Já o primeiro-secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP) defendeu, após participar de cerimônia no Palácio do Planalto, que Cunha renuncie. “Eu, como primeiro-secretário, convivi por mais de um ano com a administração do presidente Eduardo Cunha. Agora não dá para continuar sangrando a Câmara como está. Então, defendo que o Eduardo Cunha renuncie ao mandato [cargo] de presidente da Câmara, para que, em cinco sessões, possamos ter um novo presidente. Não estou discutindo nomes, nada disso, mas acho que segunda fará 60 dias que o Cunha está afastado e a Câmara está acéfala. Então, defendo que ele renuncie ao mandato de presidente da Câmara”, disse Beto Mansur.

No Twitter, Cunha rebateu. “Apenas para afirmar que, apesar de todo o respeito pela opinião de qualquer deputado, não tenho porta-voz.”

Deixe o seu comentário